Foto: Divulgação / EMBRATUR

Aracaju

Aracaju é a capital do estado do Sergipe, com diversos atrativos naturais e com muita história para contar, a cidade é um dos mais belos destinos do Nordeste e porta de entrada para outros destinos sergipanos. Fundada entre o mar e as margens do rio Sergipe, em 1855, a cidade já nasceu capital, substituindo a antiga São Cristóvão.

São aproximadamente 35 quilômetros de litoral, com areias planas e firmes, perfeitas para caminhadas, águas mornas e rasas, ótimas para o banho, além de bares e restaurantes estruturados. Destacam-se as praias de Atalaia, Aruana, Robalo, Náufragos, Refúgio e Mosqueiro.

O centro histórico também reserva boas surpresas para os visitantes. São prédios antigos, igrejas, praças, museus, mercados públicos e de artesanato. Além do valor histórico e cultural, a visita ao centro de Aracaju oferece uma série de experiências que enriquecem a vivência do turista na cidade. Entre os destaques estão: a Catedral Metropolitana, a Ponte do Imperador, o Palácio-Museu Olímpio Campos e a Colina de Santo Antônio, com vista panorâmica.

■ PONTOS TURÍSTICOS

Colina do Santo Antônio
Primeiro aglomerado urbano da cidade, foi na Colina do Santo Antônio que realizou-se a reunião da Assembléia Provincial que definiu a transferência da capital de São Cristóvão para Aracaju. Na época só havia algumas casas de pescadores e uma capela de taipa dedicada a Santo Antônio, posteriormente substituída pela atual igreja, que no dia 13 de junho é tomada pelo povo em homenagem ao Santo Casamenteiro. O seu ponto mais alto oferece ao turista uma vista panorâmica do estuário do rio Sergipe e da ilha de Santa Luzia.

Oceanário de Aracaju
Instalado na orla de Atalaia e em forma de tartaruga, o Oceanário abriga 20 aquários que mostram a diversidade da flora e fauna marítima e fluvial de Sergipe. Várias espécies de peixes, tartarugas e outros animais marinhos atraem crianças e adultos. Os visitantes são monitorados por biólogos do Projeto Tamar, que administram a unidade. Um dos destaques desse atrativo turístico é o tanque oceânico com 150 mil litros de água, que reproduz o ambiente do fundo do mar no litoral sergipano. Arraias, meros e tubarões-lixa podem ser vistos bem de perto. Uma câmara submarina instalada na plataforma Camurim-09 da Petrobrás permite observar as águas do Atlântico em tempo real. O Oceanário de Aracaju é o primeiro do Nordeste e o quinto do país, ocupando 1.100 m2 de área construída.

Passarela do Caranguejo
Badalado complexo de bares e restaurantes na orla de Atalaia, onde é possível encontrar o que há de melhor na culinária sergipana e provar de uma das inguaruas mais populares de Aracaju: o caranguejo, servido com vinagrete ou como ingrediente principal de pastéis, caldinhos, moquequas, casquinhas e mariscadas.

Ponte do Imperador
Construída às margens do rio Sergipe para servir de ancoradouro ao vapor Apa, quando da visita do Imperador Dom Pedro II e da Imperatriz Dona Tereza Cristina à província. Foi inaugurada em 11 de janeiro de 1860, dia da chegada do Imperador em Aracaju. Inicialmente feita em madeira, foi reformada pela primeira vez em 1910, passando a ter estrutura de ferro. Novas reformas ocorreram em 1920 durante as comemorações do centenário da independência do Estado de Sergipe. Somente na década de 1940, adquiriu a estrutura atual. Por longos anos serviu para o embarque e desembarque de mercadorias e passageiros.

Igreja São Salvador
A primeira a ser construída na nova capital, em 1857, foi reformada nos anos 20 do século passado, até adquirir a atual estrutura; e a Catedral Metropolitana – com sua cúpula ornamentada com belíssimas pinturas do Século XIX -, oferecem ao turista uma visão completa de como Aracaju nasceu e progrediu. Integram ainda o conjunto arquitetônico o Parque Teófilo Dantas, com a sua tradicional feira de artesanato e comidas típicas.

Palácio Carvalho Neto
Construção em estilo Art Décor, sede do Arquivo Público do Estado -; e, ainda, o prédio da Delegacia do Ministério da Fazenda, que serviu de residência para Dom Pedro II e sua comitiva quanto a visita à Província de Sergipe Del Rey.

Palácio e Museu Olímpio Campos
Com suas marcantes características do neoclássico, com seus espaços nobres, salas de reuniões e banquetes, além dos mobiliários, objetos, obras de arte e espaços privativos dos governantes. No prédio, tombado pelo Governo Estadual desde 1985.

Catedral de Nossa Senhora da Conceição
Construída em 1875, ostenta pinturas que fazem referência ao surgimento de Aracaju, planejada em 1855 para substituir a antiga capital, São Cristóvão.

Orla Pôr do Sol – Mosqueiro
Povoado localizado no extremo sul da capital, o Mosqueiro é privilegiado pela natureza. Ao leste, o oceano Atlântico, a oeste, o rio Vaza Barris com águas limpas e manguezais preservados, além de ilhas que surgem com a maré baixa. É da orla que saem passeios de lancha e catamarã pelo leito do rio. A Croa do Goré, a mais famosa e procurada, ancora um restaurante flutuante que permite ao visitante saborear delícias gastronômicas da região à base de frutos do mar. Mas também tem a Ilha de Mem de Sá, uma comunidade pesqueira, e a Praia do Viral, outra enseada pequena em extensão, próxima da ponte onde acontece o encontro do rio com o mar.

Orla do Bairro Industrial
Às margens do rio Sergipe, na zona norte da capital, a orla do Bairro Industrial é um atrativo turístico equipado com ciclovia, calçadão, parque infantil, centro de artesanato, bares e restaurantes que oferecem excelentes pratos da culinária sergipana, como a moqueca de peixe e de camarão. A ilha de Santa Luzia, com sua vastidão de coqueiros, as canoas de pescadores com suas velas coloridas ao vento, as águas do rio Sergipe e a brisa refrescando os dias de verão, reforçam o convite a um passeio por essa bela paisagem da zona norte.

■ PRAIAS

Praia de Atalaia
Considerada o mais belo cartão postal de Aracaju, a Orla da Praia de Atalaia é a mais famosa e movimentada do litoral. É na orla de Atalaia onde estão instalados os melhores bares, restaurantes, casas noturnas e hotéis da cidade. Foi revitalizada e ganhou funcionalidade com a implantação de equipamentos de lazer e de convivência social: caramanchão, quadras de tênis, parque infantil, fonte luminosa com o balé das águas, lagos, espaço para a prática de esportes radicais, Delegacia de Turismo, Oceanário e o Centro de Arte e Cultura J. Inácio.

Um importante espaço é o Monumento aos Formadores da Nacionalidade, construído para homenagear as personalidades da história brasileira com estátuas em bronze representando Joaquim José da Silva Xavier, Zumbi dos Palmares, Dom Pedro II, José Bonifácio de Andrade e Silva, Joaquim Nabuco, Princesa Isabel, Duque de Caxias, Barão do Rio Branco, Getúlio Vargas, Juscelino Kubitschek, entre outros. Ponto obrigatório para conhecimento da história e belas fotos ao lado dos símbolos nacionais.

Praia dos Artistas
A Praia dos Artistas, localizada próximo ao farol da Orla da Atalaia, no bairro Coroa do Meio, é um local com vários barzinhos em alvenaria, seguindo a culinária tradicional da orla com peixes, camarões e crustáceos. O banho de mar merece atenção devido a um canal de seis metros de profundidade e a forte correnteza provocada por uma acentuada erosão logo nos primeiros passos de entrada na água, formando um grave declive bem perto das margens. O corpo de bombeiros mantém equipes permanentes no local, além de placas de sinalização indicando perigo.

Praia de Aruana
A Praia de Aruana tem em sua extensão um cinturão de coqueiros em sua margem, com mar calmo, de águas mornas em alguns pontos, e poucas dunas. Para chegar até lá bastam 5 minutos de carro partindo da Orla de Atalaia pela Rodovia José Sarney, cerca de 5 km. A praia possui boa estrutura de bares, quiosques e barracas oferecendo mesas, cadeiras, duchas e banheiros, além de refeições e petiscos à beira mar como caranguejo, bolinho de bacalhau, camarão à milanesa, file de peixe (amarela) e vermelha, um espécie de peixe muito saboroso e mito consumido na cidade. É considerada uma praia tranquila, limpa e de preços bastantes atrativos. Uma boa opção no litoral sul.

Praia do Refúgio
Outra praia localizada no litoral sul e referencia para bons momentos é a Praia do Refúgio, com um delicioso banho de mar podendo avançar cerca de 50 metros com pequenas ondas. Fica localizada ao longo de toda a avenida José Sarney com bares e restaurantes servindo carne de sol com purê de mandioca, peixes, moquecas, caranguejo e outros petiscos.

Da avenida Santos Dumont, onde está concentrada a rede hoteleira da Orla de Atalaia, basta acessar a Passarela do Caranguejo e seguir em frente pela Rodovia José Sarney, passando pelas praias de Aruana, Robalo e Náufragos até chegar à Praia do Refúgio.

Praia do Robalo
Cercada por quiosques e bares padronizados, a Praia do Robalo fica a cerca de 7 km da Orla de Atalaia e diferente das outras praias da região, ela é reta e excelente para fazer caminhadas. Mas quem não for fazer caminhadas ou exercícios na areia, a opção é um relaxante mergulho nas águas tranquilas e quentes da praia. No verão, o lugar costuma ser bastante procurado por famílias com crianças, além de jovens que aproveitam para praticar esportes.

■ COMO CHEGAR

De Carro:
As principais estradas são a BR 101 e a BR 235, além da Linha Verde, a rodovia litorânea que liga os estados da Bahia e Sergipe, Salvador fica a cerca de 270 km de Aracaju. Maceió está cerca de 280 km da capital de Sergipe.

De Ônibus:
As empresas Gontijo, Itapemirim e Guanabara têm saídas das principais capitais do país com destino à Aracaju.

De Avião:
O Aeroporto de Aracaju, recebe voos diários das principais cidades do país. As companhias Tam, Gol, Avianca e Azul operam no aeroporto e fica a 12 km do centro de Aracaju.

■ MAPA DA REGIÃO