Home / Cidades do Brasil / Dianópolis

Dianópolis

Foto: Divulgação

A cidade de Dianópolis, ou “Terra das Dianas“, é uma das mais antigas do Estado do Tocantins. Descoberta em meados de 1750, quando foi rota de lavradores, pecuaristas, mineradores e jesuítas em plena corrida do ouro. Dianópolis também foi sede de grandes aldeias indígenas como os Gueguês, Acroás e Xerentes.

Distante 342 km da Capital, com rodovia asfaltada, Dianópolis possui muitos atrativos naturais como cavernas, cachoeiras, nascentes, rios e corredeiras, mas também guarda muitas histórias. O centro histórico da cidade ainda exibe casarões da época colonial, testemunhos de uma história repleta de movimentos sociais e lendas.

■ PONTOS TURÍSTICOS

# 1 Vale Encantado
Encante-se pela travessia de um cânion, percorrendo trilhas em terra e por água, com intervalos para contemplação da natureza e banhos em piscinas naturais e cachoeiras. O percurso, que também passa por uma caverna, conclui dentro do cânion na cachoeira da Ré. Com vista incrível do local, o turista pode contemplar a formação de relevo, fauna e flora da região em um momento de descobertas e encontros inesperados com animais silvestres.

# 2 Lagoa Bonita
Existem duas lagoas: a rasa e a funda, ambas com água quente. Na lagoa rasa existe um sumidouro onde não se consegue afundar. A 200 metros dali passa o rio Palmeiras.

# 3 Balneário Municipal
Rio de águas límpidas; bar; quiosques; quadra de vôlei; sanitários; estacionamento; boas margens para lazer; ideal para banhos; diariamente aberto.

# 4 Cachoeira da Ré
Pequena extensão e limpidez; o acesso é feito por trilha de aproximadamente 1 hora e 30 minutos.

# 5 Cascata Cachoeirinha
Riacho com boa margem para lazer; piscina natural; oferece um cenário de grande beleza.

# 6 Cascata do Novo Horizonte
Piscina natural de pequenas dimensões; margens de pedras; bom para banhos; o acesso é feito por trilha de aproximadamente 30 minutos.

# 7 Região da Garganta
Vegetação exótica; platô da Serra Geral; cânions, mirantes; ideal para a prática de observação e pesquisas.

# 8 Rio Gameleira
Piscina natural; margens de pedras; bom para banhos; o acesso é feito por trilhas de aproximadamente 45 minutos.

# 9 São Sebastião
Povoado da Amaralina. Um bom programa é visitar o rio Palmeiras e as grutas.

# 10 Mina Tapuia
Mina de ouro muito rica, no centro da cidade. Pertencia originalmente aos índios. Nas décadas de 50/60 foi largamente explorada por americanos. A mina Tapuia é uma das mais ricas em teor de ouro por tonelada de minério (280 g), mas suas reservas são pequenas o que tornou inviável o seu reaproveitamento. Foi fechada após uma explosão de dinamite na qual vários funcionários se acidentaram. A mina está toda inundada. Ela tem 70 metros de profundidade e mais 100 de comprimento.

■ COMO CHEGAR

De Carro:
De Brasília pela rodovia BR-020 (Brasília-Fortaleza) passando pela cidade de Sobradinho / DF (km 20), Formosa / GO (km 75), Posse / GO (km 314), até Luiz Eduardo Magalhães, na Bahia (km 556), onde existe um entroncamento para Taguatinga / TO, seguindo-se pela rodovia BA-460, passando pelo Povoado de Sete Placas, até a divisa da Bahia com o Tocantins, na Serra Geral, daí pega a rodovia TO-040 passando pela cidade de Novo Jardim / TO, a 36 km de Dianópolis, totalizando 720 km. Outra alternativa é pela rodovia GO-118 até Campos Belos / GO seguindo-se pela TO-050 até Dianópolis.

Partindo-se de Palmas, segue-se pela rodovia TO-040 passando pelas seguintes cidades: Taquaralto, Porto Nacional, Silvanópolis, Santa Rosa, Chapada, Natividade, Almas e Porto Alegre do Tocantins. 342 km totalmente asfaltados

De Ônibus:
Terminal Rodoviária de Palmas
Endereço: Av. Hélio, 125 – Plano Diretor Sul, Palmas – TO

De Avião:
Aeroporto Brigadeiro Lysias Rodrigues
Endereço: Av. Joaquim Teotônio Segurado, s/n – Plano Diretor Estação Sul, Palmas – TO
(63) 3219-3700

■ MAPA DA REGIÃO