Foto: Divulgação / Pref. Mun. de Caseara

Caseara

Caseara fica a 256 km da capital Palmas, a cidade está situada as margens dos rios Araguaia e Coco. Caseara é o principal portal da entrada do Parque Estadual do Cantão. De julho a setembro, período de seca, as praias fluviais são sempre muito procuradas por banhistas.

A fundação da cidade remete ao ano de 1932, quando Raimundo Nonato Casé se estabeleceu nas proximidades de um grande igarapé, nas margens do Rio Araguaia. Nesse local, ele começou a explorar o óleo de babaçu, e assim surgiu um próspero povoado.

A região tem opções pesca esportiva e esportes náuticos. Pode-se fazer passeios de barco, sobretudo na seca, quando se formam mais de 800 lagos interligados por mais de 156 km de canais navegáveis. É um mundo de águas. Na cheia o cenário muda, os cursos d’agua se conectam, formando um imenso lago, habitado por jacarés, tartarugas, aves e peixes.

Caseara é o portal de entrada tocantinense para a Floresta Amazônica, o rio é o principal atrativo turístico e também a forma de sustento de muitos pescadores integrantes da comunidade local. Durante o tempo da seca (Junho a setembro) aparecem praias de areias brancas e finas, que permitem a montagem de infra-estrutural para receber visitantes na temporada de férias.

■ PONTOS TURÍSTICOS

# 1 Praia da Ilha
Para chegar é preciso uma travessia ou quase um passeio de cerca de 10 minutos de lancha, que custa R$ 4,00, em que é possível contemplar outras ilhas próximas. Navegar por aquela imensidão de água dá uma sensação de paz e ao mesmo tempo é preciso ter disposição para chegar ao atrativo e fazer uma boa caminhada por toda extensão da praia.

# 2 Parque Estadual do Cantão
Localizado entre os biomas Cerrado e Amazônia, o parque é uma das áreas protegidas mais importantes da Amazônia brasileira pois reúne diferentes ecossistemas. Seu grau de conservação e sua função de berçário de peixes do médio Araguaia aumentam a sua importância. Criado em 1998 com o objetivo de proteger os diversos recursos naturais da região e recuperar áreas que sofreram impacto ambiental, além de favorecer o desenvolvimento sustentável e promover o turismo. Abriga espécies ameaçadas de extinção como a onça-pintada, a ariranha, o jacu-de-barriga-castanha e o pirarucu.

Por estar localizado em uma área de grandes recursos fluviais, na época de chuvas vários lagos enchem e se conectam formando um único conjunto. Essa característica faz com que diversas espécies de peixes, jacarés e tartarugas se reproduzam em grande escala. Além de peixes, anfíbios e répteis, o parque também registra grande número de aves, chegando a mais de 500 espécies, muitas delas, endêmicas. Com múltiplas trilhas, passeios de balsa e de canoas indígenas, circuitos de arvorismo, observação de fauna e flora, recreação em geral (principalmente na temporada em que se formam praias na região), acampamentos e pesquisas científicas.

# 3 Rio Araguaia
Rio que corta quatro estados brasileiros (Goiás, Pará, Mato Grosso e Tocantins) é um dos principais componentes da bacia hidrográfica brasileira. Passa pelo lado oeste ao Estado do Tocantins por toda sua extensão. Um rio com a calha rasa (pouca profundidade) que chega a ter mais de 5 km de largura em alguns pontos, muitas vezes sendo um “mar de água doce. Paraíso para os pescadores, o rio tem uma rica ictiofauna, possuindo as principais espécies de peixes da água doce dó-país.

■ COMO CHEGAR

De Carro:
O acesso rodovia é feito pela BR- 153 até a altura de Paraíso do Tocantins, seguindo pela rodovia TO-080 ate Caseara. A estrada é totalmente asfaltada.

De Ônibus:
Terminal Rodoviária de Palmas
Endereço: Av. Hélio, 125 – Plano Diretor Sul, Palmas – TO

De Avião:
Aeroporto Brigadeiro Lysias Rodrigues
Endereço: Av. Joaquim Teotônio Segurado, s/n – Plano Diretor Estação Sul, Palmas – TO
(63) 3219-3700

■ MAPA DA REGIÃO