Arraias

A formação de Arraias se deu em plena exploração do ouro, no início do século XVIII.Num gigantesco garimpo, conhecido como Chapada dos Negros,  foi onde tudo começou. O local chegou a ter 10 mil garimpeiros, sendo na sua maioria composta de negros.Arraias possui lindas planícies, cortadas por cursos d’águas. A cidade com suas ruas sinuosas e estreitas,  pequenas ladeiras e antigas muralhas de pedras guarda muitas histórias.

■ PONTOS TURÍSTICOS

# 1 Centro Histórico
O Centro de Arraias concentra várias casas do período colonial que permitem conhecer um pouco da arquitetura e da dinâmica social da época. Ainda é possível ver em algumas casas da época as iniciais das famílias proprietárias do imóvel.

Quem visita Arraias se depara com um grande painel histórico, pintado em azulejo, pela artista plástica Maria Guilhermina, em 1969, no centro da cidade. A obra retrata o ciclo evolutivo da cidade, quanto à formação econômica, social e histórica, no período entre 1735 a 1940.

# 2 Chapada dos Negros
A exploração do ouro na Chapada dos Negros foi predatória. Com o declínio do garimpo, o que restou desse sítio histórico são ruínas de casas, muralhas e galerias de captação de água. Mesmo assim impressiona, pois as marcas registram um passado rico, dos escravos e seus senhores, seus costumes e conflitos, cheio de histórias e lendas. Pelas suas trilhas há relatos de tesouros escondidos pelos escravos, ou que a Serra ainda guarda seus últimos veios auríferos. A Chapada dos Negros fica a 3 km do Centro de Arraias.

# 3 Entrudo
O carnaval de Arraias pulsa com o ritmo do Entrudo, uma festa de alegria e exageros. É uma folia diferente, que vem desde o Império, onde a estrela da festa é a água, muita água. Durante os quatro dias os foliões saem às ruas da cidade molhando quem encontrar pela frente. A brincadeira é acompanhada por tocadores de sanfona e zabumba, entoando antigas marchinhas. Ninguém fica zangando e todo mundo entra no clima do molha-molha.

■ COMO CHEGAR

De Carro:
Acesso pela TO-050, Rod. Coluna Prestes, BR-010 e TO-280 até TO-040 em Almas.

De Ônibus:
Terminal Rodoviária de Palmas
Endereço: Av. Hélio, 125 – Plano Diretor Sul, Palmas – TO

De Avião:
Aeroporto Brigadeiro Lysias Rodrigues
Endereço: Av. Joaquim Teotônio Segurado, s/n – Plano Diretor Estação Sul, Palmas – TO
(63) 3219-3700

■ MAPA DA REGIÃO