Foto: Divulgação / INEPAC

Carmo

A cidade de Carmo encontra-se ao norte da região Serrana do Estado do Rio de Janeiro. A cidade fica a pouco mais de 180 km do Rio de Janeiro. Seus mais de 18 mil habitantes vivem em meio às belezas naturais e culturais, como suas fazendas históricas dos tempos áureos do café e com seus mais de 100 anos de história. Aqui é possível experimentar desde o forte calor das cidades litorâneas até o friozinho gostoso da serra. O desenho atual da cidade foi planejado e dispõe de uma aprazível praça no centro da cidade.

Para fins turísticos e culturais, pode-se considerar não só as diversas igrejas da cidade, construídas no século XIX, como também as fazendas de São José e de Santa Fé, além do Museu Histórico do Centro Cultural. Algumas fazendas estão entre os atrativos naturais da cidade.

■ PONTOS TURÍSTICOS

Igreja Matriz de Nossa Senhora do Carmo
A construção da Igreja Matriz de Nossa Senhora do Carmo foi iniciada em 1863 e sua inauguração aconteceu em 1876. Ela foi tombada em 1964 pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). Ainda mantém como herança do século XIX uma imagem da padroeira, pias e lavatórios de mármore, além do lustre que embeleza sua nave central.

Igreja de Nosso Senhor dos Passos 
Foi construída pela Irmandade de Nosso Senhor dos Passos em 1862 para celebrar a missa da Paixão de Cristo. Circundada por casas residenciais, se destaca em uma pequena elevação no final da avenida que recebe seu nome.

Destacam-se no altar duas grandes pilastras e, nas paredes laterais, pinturas das quatorze estações da Via Sacra. No lado esquerdo, há um antigo púlpito de madeira lembrando a época em que não era permitida a pregação de costas para o altar. A igreja guarda imagens centenárias, em madeira, de Nosso Senhor dos Passos e Nossa Senhora das Dores, com cerca de dois metros, que participam das procissões na cidade. No pátio, há uma gruta com a imagem em madeira de Nossa Senhora de Lurdes.

Igreja de São Francisco de Salles (1855)

Igreja Nossa Senhora da Conceição (1929)

Igreja Nossa Senhora das Dores
O terreno onde se ergue a igreja foi uma “doação ao povo”, feita pelo tenente-coronel José Garcia de Matos e sua esposa Rita Maria de Almeida, conforme escritura de 13 de maio de 1849. A Igreja Nossa Senhora das Dores foi inaugurada em 1853. Possui várias imagens de santos e um campanário com dois antigos sinos nos pátio externo.

Túnel que Chora
O Túnel tem aproximadamente 100 m de extensão, 5m de largura e 3,5m de altura todo de pedra, sem qualquer revestimento. O Túnel encontra-se no estado de rocha bruta, sendo possível observar o trabalho artesanal feito pelos trabalhadores em sua escavação. Foi construído na condição de dar passagem a antiga Maria Fumaça. O túnel está localizado próximo a várias nascentes, onde suas águas se infiltram, o que seriam as lágrimas do túnel em seu interior.

Fazenda São Lourenço
A fazenda São Lourenço, no distrito de Águas da Prata, possui uma bela cachoeira formada pelas águas do rio dos Quilombos, com 7,5 metros de altura e três pequenos saltos. A construção é do século XIX. Na fazenda São José, a atração é o gado Nelore. Situada em uma reserva florestal, a sede abriga troféus e fotos das primeiras matrizes de gado zebu trazidas da Europa e da Índia para Carmo, em 1879 e 1883.

Centro Cultural Professor Jair Nunes Macuco
O Centro Cultural Professor Jair Nunes Macuco é o principal espaço cultural da cidade. Conta com programação extensa ao longo do ano, que vai de exibição de documentários e filmes, exposições, encontros de poesia e música, apresentações teatrais e de danças tipicas da região.

A biblioteca pública municipal Padre Aprígio J. B. de Moraes integra o Centro Cultural, com acervo de 40 mil títulos, sala de literatura brasileira, acesso à internet e espaço para o público infantil. O Centro Cultural abriga ainda um museu, com peças e documentos que contam a história da cidade, e o teatro Lali Monteiro, com 100 lugares, palco amplo, estrutura de luz, som, cenários e confortáveis camarins.

Mirante da Boa Ideia 
A vista da cidade pode ser apreciada do Mirante da Boa Ideia, onde vivem micos, bugios e aves como jacus e maritacas. O acesso ao Mirante fica a dois km do centro da cidade e deve ser percorrido com a ajuda de guias turísticos.

Rio Paraíba do Sul
O rio Paraíba do Sul nasce no estado de São Paulo, atravessa diversos municípios do estado do Rio de Janeiro e deságua no Oceano Atlântico, na altura do município fluminense de São João da Barra. No trecho do rio que atravessa a cidade do Carmo, pode-se observar em janeiro o fenômeno da piracema, quando os peixes sobem o rio para desova. Suas margens são procuradas para pesca esportiva de dourados, robalos e piaus. Há piloteiros (guias para pesca) que alugam barcos a motor.

Serra da Prata
O ponto mais alto da região é a Serra da Prata, de onde se pode avistar o estado de Minas Gerais, o rio Paraíba do Sul e cidades do entorno. Alguns artefatos indígenas já foram encontrados no local. Para escaladas com guias, deve-se contatar a Secretaria de Turismo.

Ilha dos Pombos
Na Ilha dos Pombos funciona a usina hidrelétrica Ilha dos Pombos, construída há mais de 50 anos pela Light sobre o rio Paraíba do Sul para abastecer a região. A Ilha possui uma igreja no alto de uma colina, a Nossa Senhora da Conceição, de onde se descortina a vista do Vale do Paraíba. Ela foi erguida entre 1926 e 1929 por funcionários voluntários da Light, após o término da jornada de trabalho na usina. Na sacristia da igreja, há um confessionário antigo em madeira e seu piso é revestido de azulejos.

■ COMO CHEGAR

De Carro:
x

De Ônibus:
x

De Avião:
x

■ MAPA DA REGIÃO