Home / Cidades do Brasil / Jaguariaíva
Foto: Prefeitura de Jaguariaíva

Jaguariaíva

Um lugar cheio de belezas naturais e com várias opções para quem gosta de aventura e ecoturismo. A cidade é “dona” do oitavo cânion mais extenso do mundo. Próxima à divisa do estado com São Paulo, está localizada a 240 km da capital paranaense. É um dos municípios mais antigos do Paraná.

O nome Jaguariaíva é de origem indígena, que significa “Rio da Onça Brava”, fazendo uma alusão ao abrigo dos tropeiros que seguiam de Viamão (RS) até São Paulo. A população, segundo o último Censo do IBGE, é de 32.606 habitantes. É considerado um dos mais importantes municípios dos Campos Gerais.

Na parte de cima da cachoeira da Lagoa Azul, há uma trilha aquática em meio a um cânion com três quedas d’água no caminho. Há trechos que possuem pedras e que não dão pé. No final da trilha, há uma cachoeira com o nome de Véu da Noiva.

O Cânion do Rio Jaguariaíva é um local perfeito para a prática de esportes radicais, como o rafting e canoagem. O percurso é de aproximadamente 10 km. Os paredões podem chegar a 80 metros.

Jaguariaíva possui locais de belezas exuberantes. O Parque Municipal do Cerrado, destinado às atividades de ecoturismo, educação ambiental e pesquisa; o Parque Estadual do Vale do Codó que possui paredões de 20 a 60 metros de altura e diversas espécies de animais; e o Parque Estadual Lago azul, que há três cachoeiras e piscinas naturais de água fria e cristalina. São lugares lindos que não decepcionam!

 

  • FESTA DO SENHOR BOM JESUS DA PEDRA FRIA E DIVINO ESPÍRITO SANTO
    A festa inicia-se com novenas que acontecem nos dias 28 de julho a 6 de agosto. No dia 6 é a grande Festa ao padroeiro. Após a Santa Missa e novena, começam as festividades com barracas de brinquedos na praça e no salão Paroquial.
  • CAMINHADA À SANTA DO PAREDÃO
    O evento é uma peregrinação religiosa da cidade até o Paredão. A distância é de quase 24 km. Logo após, acontece a Missa Campal, ponto alto da romaria.

■ PONTOS TURÍSTICOS

# 1 Parque Ambiental Dr. Ruy Cunha
Às margens do Rio Jaguariaíva, o local tem grande importância histórica. Era nesse local que os tropeiros atravessavam com suas tropas vindas do Rio Grande do Sul sentido a Sorocaba, para comercialização do gado. A povoação do município começou ali. Os visitantes são recebidos com área de lazer, Museu do Tropeiro, cantinho do chimarrão, trilhas ecológicas e identificação de espécies nativas.

# 2 Museu Municipal Conde Francisco Matarazzo
Localizado no km 213 da PR-151, o Museu foi construído em 1924 pelos familiares italianos do Francesco Matarazzo. No local há acervos de época.

# 3 Condomínio Industrial Conde Francisco Matarazzo
A construção do prédio de arquitetura industrial feita pelo conde Francisco Matarazzo, localizada no centro de Jaguariaíva, começou em 1918 para abrigar o frigorífico das indústrias do imigrante italiano. A partir de 1964, abrigou uma indústria de fiação e tecelagem do Grupo Matarazzo. O prédio foi vendido em 1981.

■ COMO CHEGAR

De Carro:
Os acessos ao município são pelas rodovias estaduais PR-151 e PR-092.

De Ônibus:
n/d

De Avião:
n/d

■ MAPA DA REGIÃO