Home / Cidades do Brasil / Algodoal
Foto: Divulgação / Gov. do Pará

Algodoal

A Ilha de Algodoal ou Maiandeua é uma Área de Proteção Ambiental com a área de 3.100,34 ha, localizada no município de Maracanã, que consiste em uma Unidade de Conservação (UC) de Uso Sustentável. Popularmente conhecida como ilha de Algodoal. Algodoal é, também, o nome da maior vila, das quatro que existem na ilha. As outras três são Fortalezinha, Camboinha e Mocooca. Estas quatro vilas são separadas por manguezais e rios.

Os meios de transporte existentes são a bicicleta, o barco e a carroça puxada por cavalo. Veículos terrestres motorizados não podem entrar na ilha.

O potencial para um turismo baseado em atrativos naturais na APA de Algodoal-Maiandeua é bastante considerável, isto em função da diversidade do ecossistema e da grande beleza cênica existente no local. Destacam-se as praias, as dunas, os manguezais, falésias, e inúmeras trilhas que interligam as quatro vilas que compõem a Unidade. Além das paisagens naturais acrescentam-se as ricas manifestações culturais como o artesanato local produzido com sementes colhidas da própria flora regional, o preparo artesanal da farinha de mandioca, a música, a dança do carimbó praiano, a culinária e a pesca artesanal.

■ PONTOS TURÍSTICOS

Praia da Princesa
A praia extensa com cerca de 14 km e suas dunas de areias brancas . Fica a 4 km do centro de Algodoal, a praia é separada da ilha por um pequeno canal, na maré baixa dá pra passar a pé. Na Princesa, há bares que onde é possível encontrar refeições simples.

Praia do Farol

Lagoa da princesa
Lugar tranquilo e ótimo para levar crianças, a lagoa é cercado de dunas com areias brancas, suas águas são escuras devido a decomposição da vegetação na água.

■ COMO CHEGAR

De Carro:
Está situada no litoral nordeste do Estado do Pará, na microrregião do Salgado, confronta-se com: o Oceano Atlântico ao Norte, o Furo do Mocooca ao Sul, a ria de Maracanã e a Reserva Extrativista Marinha de Maracanã a Leste, bem como a ria de Marapanim a Oeste.

O acesso é realizado, inicialmente, por terra. Partindo-se de Belém, a capital do Estado, o acesso é feito pela rodovia BR-316 até a cidade de Castanhal (60 Km da capital), a partir daí é feito o percurso de 120 Km pelas rodovias PA-136 e PA-318 até o Distrito de Marudá, no Município de Marapanim.

A partir do porto de Marudá, o acesso à APA é feito via fluvial, até o porto na Vila de Algodoal. A travessia é feita por meio de barcos, com duração média de quarenta minutos, dependendo da maré.

A APA também pode ser acessada a partir do Município de Maracanã. O percurso, a partir de Belém, é feito pelas rodovias BR-316, PA-127 e PA-430 até a Vila do Quarenta e dura em média 4 horas de viagem. A partir da Vila do Quarenta, é feita a travessia de barco do Furo do Mocooca até a Vila de Mocooca, dura em média 05 minutos.

Na APA, o acesso interno entre as vilas e outras localidades ocorre a pé ou de carroça, dependendo da maré, ou de barco, margeando os furos e igarapés.

■ MAPA DA REGIÃO