Home / Cidades do Brasil / Alenquer

Alenquer

Alenquer é um município do estado do Pará, com uma população de 56.480 habitantes. A beleza e a conservação da igreja de Santo Antônio de Alenquer fazem dela o mais importante monumento histórico. Além do templo, porém, destacam-se, na cidade, os prédios da Prefeitura Municipal e do Grupo Escolar Fulgêncio Simões. Vinculados à Prefeitura Municipal de Alenquer, estão os dois principais equipamentos culturais da cidade: a Biblioteca Pública e a Casa da Cultura. Os principais atrativos naturais do município estão localizados na zona rural. Apresenta uma grande variedade de paisagens, de formações geológicas (denominada “Cidade dos Deuses”), campos, serras, além de belas cachoeiras.

No que se refere aos atrativos culturais, o município possui relevantes manifestações, dentre às quais destacam-se: Marambiré, Festa de Santo Antônio e Festa de São Benedito. O município
possui o Museu de Alenquer com acervo sobre a história e cultura popular, importante fonte de consultas e pesquisas acadêmicas e recebe a visitação de moradores, comunidades do entorno e
turistas.

■ PONTOS TURÍSTICOS

# 1 Lago Curumú
O Lago do Curumú fica bem próximo ao município e é de grande extensão. Sua beleza nativa e sua mata estão bem preservadas, tanto que podemos avistar: jacarés, tartarugas, e aves de várias
espécies. Uma vez por ano a Secretária Municipal do Meio Ambiente faz a soltura de tracajás (tartarugas) no Lago. O período bom de visitação é durante todo o ano. É ideal para observação
da vida selvagem e canoagem.

# 2 Cachoeira Vale do Paraíso
Um dos atrativos naturais mais visitados no município, a Cachoeira Vale do Paraíso é a junção de três lindíssimas cachoeiras, refúgio de antigas tribos indígenas, fica a 63 km do município de
Alenquer, pela PA – 254, no Km 45 pega-se o Ramal do Igarapé Preto. Um vale formado pela extinção de um rio, que com o tempo foi se transformando em um igarapé de águas cristalinas que corre sobre lajes de pedra e caem formando diversas cachoeiras. Destacando-se as cachoeiras do Paraíso (12 metros de queda), Véu da Noiva (18 metros de queda com poço próprio para mergulho com lanterna), e Preciosa (35 metros de queda livre, ideal para prática de rapel).No local existe uma pousada e consequentemente uma portaria principal, onde é cobrada uma taxa de entrada por pessoa. No local o visitante pode escolher entre tomar banhos de cachoeiras, fazer trilhas ecológicas ou rapel. Um bom período de visitação é de fevereiro a novembro, quando tem água na cachoeira. Ideal para observação da vida selvagem, arvorismo e outros.

# 3 Canyon
Distante 70 km da cidade, quase que inacessível e indecifrável, tao espessa é a cobertura vegetal que o preserva. Calcula-se que a garganta do “Canyon” de Alenquer tenha uns 300m de
profundidade e outros 300 de largura, permitindo portanto que um avião de pequeno porte possa voar dentro dos limites de sua extensão, que atinge alguns quilômetros e que termina numa
encosta muito íngreme, do centro da qual despenca uma cascata de 80m de queda livre. O Canyon existe há milhares de anos. A região é rica em pedras preciosas, principalmente ametista.

# 4 Praia de Iracema
Distando aproximadamente 3km do centro urbano, está localizada em propriedade particular. Possui aproximadamente 1km de praia com areia e água de cor clara e vegetação de terra firme
na orla. Há infraestrutura de apoio para os visitantes nos finais de semana (moradores de Alenquer. O acesso pode ser rodoviário ou fluvial, através dos rios ou igarapés.

# 5 Cidade dos Deuses
Um sítio arqueológico conhecido e explorado por excêntricas formações rochosas esculpidas pelo vento, a Cidade dos Deuses é um dos principais cartões-postais de Alenquer e fica localizada a
31 quilômetros do centro da cidade. Seu acesso é através da PA-254 ate o km 16, a partir daí segue-se pela estrada conhecida como ramal dos 18 e segue-se um outro ramal que leva à Vila Tanque. O sítio é formado por grandes paredões espalhados pelo terreno. O relevo é do tipo alvo vertente, rocha tipo arenito. Sua vegetação é rasteira, com árvores raras. Na área que circunda os
grandes afloramentos rochosos a vegetação é de mata secundária. O período melhor para visitação é de setembro a novembro.

■ COMO CHEGAR

De Carro:
nd

De Ônibus:
nd

De Barco:
O município possui 01 Terminal Hidroviário pertencente à Viação Tapajós Ltda.(Tapajós Expresso Hidroviário). Ao chegar em Santarém o acesso é hidroviário com duração de 2h30min de lancha e 4h de barco

De Avião:
O acesso é realizado por meio aéreo de Belém para Santarém com duração de 50 min aproximadamente.

■ MAPA DA REGIÃO