Home / Notícias / Turismo rural promove a agricultura local em São Miguel Arcanjo

Turismo rural promove a agricultura local em São Miguel Arcanjo

Passeio por propriedades rurais permite ao visitante colher frutas direto do pé e conhecer detalhes da produção da cidade

Um passeio apresenta belas paisagens e os detalhes das produções agrícolas de propriedades rurais em São Miguel Arcanjo, na região de Sorocaba. Durante o trajeto de cerca de 40 minutos, turistas visitam cinco propriedades e podem ver a plantação de frutas típicas da região, como nêspera, uva, decopon, lichia, ameixa, romã, pêssego, maracujá e caqui. A viagem é feita em um veículo semelhante a um carro de trem, tracionado por um trator.

O passeio é idealizado pela Associação Cultural e Esportiva de Colônia Pinhal, com apoio da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, por meio da Coordenadoria de Desenvolvimento Rural Sustentável (CDRS) e de sua Regional de Itapetininga. O “trem turístico” comporta 25 pessoas e o veículo opera conforme a demanda.

A iniciativa visa promover o turismo local e aproximar o público urbano do rural. O trajeto prevê ainda uma parada em uma estufa de olerícolas. O visitante pode entrar nas propriedades, colher direto do pé frutas frescas e saborosas e vivenciar experiências do campo.

A economia de São Miguel Arcanjo é voltada para o setor agrícola, com o predomínio do cultivo de uvas do tipo Itália e Rubi. Outra variedade relevante é a uva rústica de mesa, como a niagara, que atualmente é responsável por 40% da produção do Estado de São Paulo. O município cultiva também batata, soja, milho e feijão.

Projeto Microbacias II
A ação de fortalecimento ao turismo rural local contou com o apoio do Projeto Microbacias II – Acesso ao Mercado, do Governo do Estado, implementando pela CDRS, com apoio do Banco Mundial. No total, foram investidos R$ 342 mil, sendo R$ 239 mil apoiados pelo Governo e foi possível adequar a infraestrutura para o turismo rural receptivo e comprar o trenzinho usado para levar turistas às propriedades rurais.

A Associação, composta por cerca de 50 famílias, adequou sistema hidráulico, rede de gás, substituição de portas, instalação de exaustores, sistema elétrico e pintura. Com a verba também foi possível comprar carreta, geradores, kit de antena e roteador, kit de informática e multimídia, entre outros itens.

“Algumas propriedades dos associados da Colônia Pinhal passaram a receber os turistas para um ‘colha e pague’ de frutas, permitindo que eles vivenciem de perto o trabalho no campo”, afirma Lena Maki Kitahara, engenheira agrônoma da Casa da Agricultura de São Miguel Arcanjo.

Fábio Yamada, vice-presidente da Associação Cultural e Esportiva de Colônia Pinhal, conta que em 2018, mais de 300 pessoas fizeram o trajeto nas propriedades e em datas de festivais ou evento na comunidade, a demanda de viagens aumenta. “No festival da nêspera, que ocorreu em setembro de 2018, fizemos cerca de 10 viagens em apenas um dia”, lembrou.

De acordo com Lena, 20 famílias estão sendo beneficiadas. Além das que recebem os visitantes para o “colhe e pague”, há aquelas que agregam valor ao produto e transformam as frutas em geléias, compotas, doces, sucos, licores, entre outras gostosuras.

Francisco Yamashita, produtor de frutas e hortaliças, é um dos que abrem as porteiras do Sítio Yamashita para o público. “Acho esta ação importantíssima pois além de divulgar a cultura, podemos ter um acréscimo na renda”, conta ele que fez ajustes simples na propriedade para receber os visitantes como adaptação no banheiro e construção de uma área para lanche e descanso.

Rejane Tanoue, moradora de São Paulo, que já fez o passeio quatro vezes e sempre leva grupos de pessoas para o turismo rural, recomenda a visita. “Hoje em dia, com as vidas corridas, as famílias têm pouco tempo para se reunir e conviver. Esta é uma excelente oportunidade de união e conhecimento”, avalia.

Nos dias 10 e 11 de agosto haverá o Festival da Nêspera, na sede da Associação Cultural e Esportiva de Colônia Pinhal. Também haverá passeios.

Fonte: Gov. do Estado do Rio de Janeiro