Home / Notícias / Posse presidencial movimenta setor de turismo em Brasília

Posse presidencial movimenta setor de turismo em Brasília

Ocupação hoteleira deverá superar a marca de 85%. Restaurantes e comércio também deverão sentir os efeitos do aumento de público no feriado

 

Acostumada a ver boa parte da população sair da cidade nos períodos de festas natalinas, Brasília terá um final de ano atípico com a festa de posse do presidente eleito Jair Bolsonaro. A expectativa da Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal é que o evento, no dia 1 de janeiro, atrairá de 250 mil a 500 mil pessoas para a Esplanada dos Ministérios, um dos principais circuitos turísticos da capital.

A cidade vai receber na ocasião chefes de estado – o Itamaraty estima a presença de 60 delegações internacionais -, turistas de várias regiões do país, além da população local. Nos hotéis da cidade a expectativa é de que a ocupação supere os 85%, segundo o secretário adjunto de Turismo do GDF, Jaime Recena. Uma rápida pesquisa nos maiores sites de busca do país, mostra que nos hotéis mais caros a oferta está praticamente esgotada. Enquanto nos de padrão médio restam poucas unidades à disposição. O DF tem 279 estabelecimentos de hospedagem, de todos os tipos e categorias, segundo levantamento realizado pelo IBGE/MTur.

Mesmo com o funcionamento do comércio em horário especial, com shoppings e lojas fechando no dia 1º, segundo a Fecomércio DF, a posse presidencial vai mudar a rotina de fim de ano. A expectativa do Sindicato dos Hotéis, Bares e Restaurantes do Distrito Federal (Sindhobar-DF) é que a movimentação da cidade reflita nos restaurantes. Pelo menos 10% deles devem abrir as portas para atender o público que vai lotar a cidade.

Por questões de segurança, os turistas que vierem a Brasilia somente para a posse presidencial não poderão visitar importantes atrativos da Praça dos Três Poderes como o Congresso Nacional, Palácio do Planalto, Supremos Tribunal Federal. A visitação estará suspensa até o dia 3 de janeiro, devido aos preparativos para a cerimônia de posse. As visitas guiadas ao Congresso, por exemplo, serão retomadas no dia 4 de janeiro. A festa da virada também foi transferida de local: da Esplanada dos Ministérios para o estacionamento do Estádio Mané Garrincha.

Fonte: ASCOM / Min. do Turismo