Home / Notícias / Onça-pintada ganha data em calendário nacional

Onça-pintada ganha data em calendário nacional

Símbolo brasileiro da conservação da biodiversidade, espécie terá dia de festa no Parque Nacional do Iguaçu nesta quinta-feira (29).

Onça-pintada, símbolo nacional da biodiversidade, ganha data em calendário nacional. O país terá agora o Dia Nacional da Onça Pintada, comemorado no dia 29 de novembro. Neste primeiro ano de comemoração da data, o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) promove, no Parque Nacional do Iguaçu, um evento (confira a programa a baixo), nesta quinta-feira (29), às 17h, no Centro de Visitantes do Parque do Iguaçu. A data é importante para unir esforços em ações de divulgação sobre a importância ecológica, econômica e cultural da espécie.

A possibilidade de festejar e atrair especial atenção para a espécie, em uma data comemorativa, foi concretizada a partir da Portaria do Ministério do Meio Ambiente (MMA) número 8 de 16 de outubro de 2018. “O papel de liderança que o Brasil vem exercendo nos esforços de conservação da espécie impulsionaram a data comemorativa escolhida para o nível internacional”, ressalta Ronaldo Gonçalves Morato, coordenador do Centro Nacional de Pesquisas e Conservação de Mamíferos Carnívoros (Cenap), do ICMBio.

Segundo ele, no dia 20 de novembro, durante a Conferência entre as Partes da Convenção de Diversidade Biológica (COP-14), que está sendo realizada em Shram El-Sheik no Egito, organizações não-governamentais e países de ocorrência da onça pintada, declararam o dia 29 de novembro, o Dia Internacional da Onça-Pintada, seguindo a inciativa do governo brasileiro. Isso significa que nos 18 países em que a espécie ocorre teremos comemorações com foco na conservação da onça-pintada.

“Ou seja, vamos integrar ainda mais as nações que querem conservar essa magnífica espécie. E os esforços não param por aí, ainda durante a COP-14, foi apresentado um plano de ação global para a conservação da espécie (Roadmap Jaguar High 2030), sendo que vamos trabalhar em conjunto para assegurar a preservação de 30 unidades de conservação prioritárias e o estabelecimento de corredores de conectividade”, ressalta Ronaldo.

O lançamento do “agora” Dia Internacional da Onça no Parque do Iguaçu, não é por acaso. É na fronteira entre Brasil-Argentina e Paraguai que um grupo de pesquisadores deu um passo pioneiro nas ações integradas (transfronteiriça) de pesquisa e conservação da espécie. Iniciativa que mereceu reconhecimento por parte da Nações Unidas durante o evento Jaguar High 2030 realizado na sede da ONU em Nova Iorque em março deste ano.

O esforço integrado destes países resultou na recuperação da população de onças pintadas no que chamamos de Corredor Verde, região que compreende a bacia do Alto Paraná. Saltamos de uma população efetiva estimada em 50 indivíduos em 2008 para os atuais 100 indivíduos, afirma Ronaldo. “É uma grande conquista, mas os esforços não podem parar. Para a região, nossa meta é atingir 250 indivíduos até 2030. Contamos com o apoio de todos, junte-se a nós”, ressalta Ronaldo.

A onça é o maior felino das Américas, e por ser topo de cadeia alimentar e necessitar de grandes áreas conservadas para sobreviver, ocorre somente em áreas preservadas. No Brasil, a onça-pintada vive em diversos biomas: Amazônia, Pantanal, Mata Atlântica e Caatinga, mas é na Caatinga que ela é mais ameaçada, sendo considerada criticamente em perigo de extinção.

Além das áreas de proteção para as onças, é desenvolvido o Projeto Onças do Iguaçu, que tem como missão conservar a onça-pintada como espécie-chave para a manutenção da biodiversidade da região do Parque Nacional do Iguaçu. A equipe estuda o deslocamento, comportamento, dieta das onças e monitora os animais por meio de armadilhas fotográficas. Também atua junto à comunidade levando e obtendo importantes informações para a convivência harmoniosa entre pessoas e onças.

Confira a programação no dia 29 no Centro de Visitantes do Parque Nacional do Iguaçu, Foz do Iguaçu

Lançamento da Exposição de pinturas doadas pelo grupo “Artist Biologist United for Nature”;

Abertura oficial do evento de celebração do dia Nacional da Onça Pintada e a Onça Pintada como símbolo da Biodiversidade Brasileira;

Lançamento do filme oficial da Onça Pintada (duração 3 minutos);

Lançamento filmes “Tecendo prosa: a onça pintada” com grupo Casa de Concessa (4 min);

Entrega do prêmio do concurso de melhor desenho infantil “Onça pintada símbolo da biodiversidade brasileira”;

Encerramento com apresentação da música em homenagem a onça pintada produzida pelo grupo Palavra Cantada