Home / Notícias / Ministros do Turismo do Brasil e da Argentina pretendem melhorar frequência de voos e acesso às fronteiras

Ministros do Turismo do Brasil e da Argentina pretendem melhorar frequência de voos e acesso às fronteiras

Vistos chineses no âmbito do Mercosul, maior agilidade no fluxo de turistas e aumento da frota de navios de cruzeiros também fizeram parte das tratativas entre os países

Em missão na Argentina, o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, se reuniu nesta sexta-feira (4) com o ministro do Turismo da Argentina, Gustavo Santos, para debater ações integradas entre os dois países, como o reconhecimento mútuo de vistos chineses no âmbito do Mercosul, além da desregulamentação e maior agilidade do fluxo de turistas nas fronteiras.

O aumento da frota de navios para cruzeiros marítimos e a revisão das frequências de voos no acordo bilateral de serviços aéreos foram outros projetos debatidos durante o encontro. Na ocasião, estiveram presentes ainda representantes da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e da Secretaria de Aviação Civil (SAC) do Brasil.

A criação de um grupo de trabalho interministerial entre os dois países para acelerar o andamento destas ações, além de firmar novas parceiras até o fim deste ano, também foi negociado entre os dois ministros.

Principal emissor de turistas estrangeiros ao Brasil, a Argentina, segundo o ministro Marcelo Álvaro Antônio, sempre foi uma grande parceira do Brasil para alavancar o turismo, com geração de emprego e renda para ambas as nações.

“Tratamos de melhorias em diversos segmentos do turismo: mercado aéreo, vistos, cruzeiros marítimos, portos e acesso dos turistas a fronteiras entre os países vizinhos da América do Sul.

Nosso principal objetivo é trazer ainda mais turistas argentinos ao nosso país, fortalecendo a nossa economia e consolidando todo o potencial do turismo brasileiro em realidade. A parceria com a Argentina é nossa prioridade. Teremos muitas novidades até o fim do ano”, destacou Álvaro Antônio durante a reunião.

O ministro Gustavo Santos reafirmou o compromisso com o Brasil de tornar o turismo ainda mais forte e promissor, além de reiterar que o Brasil tem alcançado avanços significativos e em consonância com os objetivos traçados pela Argentina para o setor de Viagens. “O fluxo de turistas entre nós traz inúmeros benefícios para a economia, para a geração de emprego e inclusão social. Queremos estreitar ainda mais estes laços. Vamos trabalhar em conjunto em diversos acordos e entendimentos daqui para frente”, completou Santos.

Presente na reunião, o presidente da Embratur, Gilson Machado Neto, comemorou a intenção de tornar mais ágil o controle alfandegário nas fronteiras dos dois países, que por vezes chegam a demorar mais de oito horas. Ele reforçou ainda a importância de promover o Brasil no mercado internacional.

Machado Neto citou a nova campanha publicitária voltada para o mercado argentino, desenvolvida pelo Instituto e com apoio do MTur, que destacará o potencial turístico do Brasil, com ações que demonstram a diversidade cultural e a singularidade dos atrativos naturais brasileiros, focadas essencialmente nos turistas argentinos.

“Acreditamos que a Argentina é um nicho essencial para o crescimento do turismo em ambos os países. Há um interesse mútuo sendo consolidado ano a ano”, pontuou Machado.

FIT – A agenda do ministro do Turismo uainda segue em Buenos Aires. Na manhã deste sábado (5), o ministro Marcelo Álvaro Antônio participa da abertura da Feira Internacional de Turismo da América Latina (FIT), evento que reúne os protagonistas do turismo mundial com previsão de receber mais de 90 mil visitantes na edição deste ano.

Em 2018, 2,4 milhões de argentinos vieram para o país, o que representou 37,7% do total de visitantes estrangeiros.

Fonte: AScom / MTUR