Home / Notícias / Infraestrutura e conexão: a estratégia do Ceará para fomentar a geração de negócios e o turismo regional

Infraestrutura e conexão: a estratégia do Ceará para fomentar a geração de negócios e o turismo regional

O planejamento do Governo é ter cerca de 20 novos voos operando entre os terminais regionais. Sobral e São Benedito já devem ter frequências para Fortaleza até setembro deste ano

Os números aeroviários vêm crescendo nos últimos anos no Ceará. Na última terça-feira (26), foi a vez do Aeroporto Regional de Canoa Quebrada Dragão do Mar receber o primeiro voo comercial, dos três programados por semana. Há quase dois anos em funcionamento, o terminal de Jericoacoara já conta com 12 voos semanais. O Aeroporto de Fortaleza conquistou o HUB da Air France/KLM/GOL, ampliando consideravelmente o número de frequências nacionais e internacionais. Além do de Juazeiro do Norte, que tem concessão prevista para o próximo mês de março.

“Não tem nenhum Estado hoje no Brasil que tenha ampliado mais o seu número de voos do que o Ceará. Isso mostra o planejamento que o Estado fez. Hoje temos um HUB aéreo internacional. Triplicamos o número de voos internacionais. Aumentamos os voos interestaduais. E, agora, estamos trabalhando voos em aeroportos regionais. Demos um passo importante com o de Jericoacoara. Temos até voo direto com Belo Horizonte (MG), que nem Fortaleza tem. E agora estamos colocando voos comerciais para Aracati”, comemora o governador Camilo Santana.

Os resultados positivos do setor são fruto de um planejamento feito e colocado em prática pelo Governo do Ceará, que contempla uma série de ações estruturais sendo executadas para dotar o estado de equipamentos capazes de impulsionar o turismo e a geração de negócios. Inaugurado em junho de 2017, por exemplo, o Aeroporto Regional de Jericoacoara já registrou um crescimento de turistas na região de 28% em apenas um ano. Com um voo semanal no começo, hoje já conta com 12 frequências por semana: só em 2018, foram 1.821 pousos e decolagens, com 96.040 passageiros.

Os estudos iniciais para atração de novos operadores da malha aeroviária priorizam as seguintes opções semanais: três voos Fortaleza/ São Benedito/Crateús/Fortaleza; três voos Fortaleza/Iguatu/Fortaleza; três voos Fortaleza/Aracati/Fortaleza; cinco voos Fortaleza/Jericoacoara/Fortaleza; e cinco voos Fortaleza/Sobral/Fortaleza. Sobral e São Benedito já devem começar a operar voos diretos para a capital até setembro deste ano.

“Nós temos hoje uma política agressiva do Estado de fazer com que a gente possa operar os aeroportos regionais. Usando a linguagem aérea, estamos colocando o Aeroporto de Crateús ‘no radar’, o de São Benedito, o de Sobral – que, aliás, estamos com o projeto de construir um novo no municíp

Foto: Divulgação / Gov. do Estado do Ceará

io, pois o que já existe não tem capacidade de ampliação da pista – tem também o de Camocim, que estamos avaliando, e o do Iguatu. Então, estamos estudando e em breve vamos anunciar uma política de voos regionais no Ceará, além dos dois já existentes com voos interestaduais”, informou o governador Camilo Santana.

Secretário de Turismo do Ceará, Arialdo Pinho acredita que esse caminho trilhado pelo Estado vai colher bons frutos a partir do fechamento de novas parcerias. “Esse trabalho é o início da conectividade do interior, que continuará a ser desenvolvida em outras regiões do Ceará nos próximos anos. Com o acesso facilitado, podemos vender melhor nossos atrativos lá fora”, afirmou o titular da pasta.

Oportunidades
Zilana Silva é carioca e possui uma pousada na Praia de Canoa Quebrada, em Aracati, desde 2001. A empresária conta que na ocasião veio passar férias e se apaixonou pela cidade. Ao retornar para o Rio de Janeiro, ponderou e decidiu comprar um terreno no Litoral Leste cearense para empreender e se mudar em definitivo.

Para a empresária, essa ampliação da malha aérea encoraja as pessoas a investirem ainda mais no Ceará por acreditarem no retorno. “Acredito que a vinda desses voos dá essa possibilidade da gente investir mais. É uma injeção de ânimo. A possibilidade de voos nacionais, com conexões internacionais, recebendo esse turista que cada vez mais vai crescendo. Não vai ser na noite para o dia, porém, a gente está com uma expectativa grande até o final do ano de já começar a ver os resultados”, pontuou.

Jailson Ribeiro trabalha em uma barraca em Canoa Quebrada e divulga as opções turísticas da região em suas redes sociais. Conhecido popularmente como o “embaixador” da praia, o influenciador digital enxerga nesse planejamento do Governo do Ceará uma possibilidade para que a população possa melhorar de vida. “Acredito que vai engrandecer a cidade com a geração de emprego e renda, fazendo com que tenha essa visibilidade que o turismo permite, com o crescimento regional. Vai melhorar para todo mundo, desde o pequeno ao grande empresário, inclusive para os próprios moradores”, enfatizou.

Fonte: AScom / Gov. do Estado do Ceará