Home / Notícias / Gastronomia de SP e restaurantes de Brasília lideram na preferência do turista estrangeiro

Gastronomia de SP e restaurantes de Brasília lideram na preferência do turista estrangeiro

A mistura de culturas que contribuiu para a formação da identidade do brasileiro tem na gastronomia uma de suas principais marcas. Não é à toa que a culinária nacional, com ingredientes de tradições indígenas a europeias, tem sido anualmente um dos itens mais bem avaliados pelos estrangeiros que visitam o país. Em 2017, dois estados se destacaram entre 17 pesquisados pelo Ministério do Turismo: São Paulo, cuja gastronomia alcançou 97,3% de avaliações positivas, e Brasília, com seus restaurantes aprovados por 97,7% dos turistas internacionais.

A capital federal vem despontando no cenário gastronômico nacional e investindo na diversidade culinária e em empreendimentos de nível internacional. Se a cidade está no topo com a qualidade de seus restaurantes, na culinária o percentual de aprovação do turista estrangeiro também é expressivo: 96,8% gostaram do que experimentaram. Prova da visibilidade de Brasília no cenário turístico é que ela atingiu a segunda colocação na categoria “destinos em alta” na América do Sul no prêmio Travellers’ Choice 2018, organizado pelo site de viagens Trip Advisor.

O chef brasiliense Rafael Madeira aponta como um dos fatores para o aumento da visibilidade da gastronomia candanga a preparação do mercado para a Copa do Mundo de 2014. “Houve uma grande mobilização para que restaurantes e profissionais se preparassem para receber turistas estrangeiros durante os jogos. A partir daí houve uma evolução no cuidado com os empreendimentos e na valorização de ingredientes locais como diferencial”, explica Madeira, proprietário de um restaurante de culinária contemporânea mediterrânea, na Asa Sul da capital.

GASTRONOMIA É ATRAÇÃO – Na gastronomia, a cidade de São Paulo recebeu este ano o título de Capital Ibero-Americana da Cultura Gastronômico e também foi destaque na pesquisa do MTur, com 97,3% de aprovação. Outros estados ficaram bem próximos da marca paulista – é o caso do Distrito Federal, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, que alcançaram percentuais na casa dos 96%.

O Espírito Santo foi o estado que apresentou maior aumento em 2017, em relação ao ano anterior, na avaliação positiva da gastronomia. Cresceu 3%, alcançando aprovação de 96,9% dos visitantes internacionais. Quando o assunto é restaurantes, o maior salto comparativo ficou com Goiás, com um aumento de 91% para 95,8% no percentual de turistas que elogiaram os estabelecimentos goianos, segundo o estudo do MTur.

Na avaliação geral, a culinária do Brasil recebeu avaliação positiva de 95,7% dos turistas estrangeiros e os restaurantes foram aprovados por 96,4%, confirmando a gastronomia como um importante ativo do turismo brasileiro. Em 2017, o país recebeu 6,6 milhões de turistas estrangeiros, número recorde da série histórica.

A pesquisa, realizada pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) para o Ministério do Turismo, avalia 18 itens de infraestrutura e serviços turísticos, tais como segurança pública, transportes, sinalização, alojamento, diversão e hospitalidade, entre outros.

Fonte: ASCOM / Min. do Turismo