Home / Notícias / Ceará vive novo boom na economia do turismo

Ceará vive novo boom na economia do turismo

Aeroporto de Jericoacoara e hub de Fortaleza impulsionam a movimentação doméstica e internacional de passageiros e atividade turística decola no Ceará

A conquista de um centro de conexões internacionais no Nordeste, em operação desde maio deste ano, marca o início de uma nova fase no turismo cearense e transforma Fortaleza em um dos principais portões de chegada de estrangeiros ao Brasil. Em um ano, o número de voos internacionais já confirmados vai triplicar. Enquanto em 2017 eram 14 frequências semanais chegando de 8 origens, até abril de 2019 serão 48 ligações por semana, trazendo turistas de 14 cidades da América, Europa e África.

O aumento no número de turistas estrangeiros está estimado entre 60 e 70 mil por ano. O incremento projetado deve ser de cerca de 150 mil turistas de outras nacionalidades, metade do fluxo internacional atual, segundo a Secretaria de Turismo do Ceará (Setur-CE). Para distribuir os passageiros dos novos voos dentro do Brasil, o estado passará a ter 40 voos nacionais diários da Latam e outros 40 da GOL até o fim deste ano. O número passará ao total de 50 voos para cada companhia até o fim de 2019.

Na avaliação do ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, a conectividade aérea é fundamental para descentralizar o fluxo interno de passageiros que chegam ao Brasil. “A parceria de companhias aéreas nacionais e estrangeiras, via Fortaleza, facilita a chegada de turistas nos diversos destinos de todo o País, encurtando o tempo de viagem e atraindo visitantes também para as outras regiões. O turismo brasileiro se desenvolve, ainda mais, com a geração de empregos e renda para a população”, destacou Lummertz.

A primeira temporada de férias após o início das operações do hub da Air France/KLM/GOL e dos novos voos da Latam já mostra bons resultados para o turismo cearense. Cerca de 440 mil turistas desembarcaram no Ceará, em julho, número 10,9% maior que o registrado no mesmo período de 2017, quando o Estado recebeu 396 mil visitantes de outros estados do Brasil. A receita direta foi de aproximadamente R$ 1 bilhão, representando um crescimento de 14% em comparação a julho de 2017. Os dados são da Setur-CE.

Já o fluxo internacional no Aeroporto Pinto Martins, na capital, cresceu 60% em julho deste ano. Foram 42 mil visitantes, 15,8 mil passageiros a mais que em julho de 2017, o maior índice já registrado desde o início da série histórica medida pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) desde o ano 2000.

“Os números estão muito bons e refletem nosso trabalho ao longo dos últimos anos, ampliando não só o número de voos internacionais, como também a oferta de voos nacionais. Isso impacta diretamente o setor e a economia do Estado”, destaca o secretário de Turismo do Ceará, Arialdo Pinho.

JERICOACOARA – O destino localizado no extremo oeste do litoral cearense é um exemplo do impacto positivo da conectividade aérea para o turismo. Desde o início das operações do aeroporto regional, no entorno do Parque Nacional de Jericoacoara, há um ano, o fluxo de turistas aumentou 28,46%. Foram 704.954 visitantes até o meio do ano, contra 548.764 no mesmo período de 2017. A servidora pública brasiliense Lívia Lopes planeja para este mês a oitava viagem à “Jeri”, dessa vez pousando diretamente no aeroporto local. As anteriores foram via Fortaleza, com uma longa viagem de carro até o destino final. “Gosto do clima de vilarejo, que ainda preserva as ruas de areia, mas tem boas pousadas, excelentes restaurantes e opções de esportes. Até a lagoa nas dunas tem nome de paraíso”, conta, justificando sua paixão pela praia.

Jericoacoara conta, atualmente, com 6.411 leitos, um incremento de 12,22% sobre os 5.715 do ano passado. A permanência média dos turistas também cresceu – passou de 2,5 dias para 2,7 dias, 8% a mais. E a receita com o turismo local evoluiu de R$ 208,5 milhões, em 2017, para R$ 296,1 milhões este ano, 41,98% a mais. Os dados da Setur-CE abrangem o fluxo doméstico e de turistas estrangeiros.

Fonte: ASCOM/MTUR