Home / Notícias / Atrações turísticas do Grupo Cataratas em Foz do Iguaçu reabrem nesta quarta-feira, 10 de junho

Atrações turísticas do Grupo Cataratas em Foz do Iguaçu reabrem nesta quarta-feira, 10 de junho

Fechados desde março, Cataratas do Iguaçu e Marco das Três Fronteiras reabrem ao público seguindo rígidos protocolos de segurança e convidam visitantes a se reconectarem com a Natureza

Há quase 100 dias, a situação extrema de uma pandemia afastou os visitantes da grandiosidade das Cataratas do Iguaçu e de diversos outros atrativos da cidade. No Marco das Três Fronteiras, a cultura sulista da fronteira entre Brasil, Argentina e Paraguai também ficou mais distante da vida das pessoas. Reconhecidamente um dos mais importantes destinos turísticos do país, Foz do Iguaçu será a primeira cidade a retomar as atividades turísticas dentro dos padrões do “novo normal”, garantindo a segurança da população e de seus visitantes.

Em comemoração ao aniversário da cidade, amanhã, 10 de junho, estes dois importantes atrativos geridos pelo Grupo Cataratas reabrem ao público, seguindo rigorosos protocolos de segurança, e alinhados com os órgãos oficiais, convidam as pessoas a se reconectarem com a Natureza, propósito presente em todas as atividades da empresa.

“Essa retomada foi planejada e bastante debatida pelos ativos turísticos da cidade, pelos órgãos públicos e autoridades competentes. No centro da questão a prioridade sempre foi garantir a segurança dos visitantes para que possam relaxar e aproveitar a retomada da vida ao ar livre. Também é um momento importante para conscientizar sobre a necessidade da conservação da Natureza. Saúde e Natureza são dois ativos indissociáveis para a humanidade e o nosso trabalho é levar essa mensagem ao máximo de pessoas”, explica Pablo Morbis, presidente do Grupo Cataratas.

Na primeira fase de reabertura, o Parque Nacional do Iguaçu terá visitação reduzida, de terça-feira a domingo, das 9h às 16h. A mudança no horário por objetivo ajustar o serviço de visitação turística, aliado às melhores práticas de segurança.

Uma delas, é a barreira sanitária no Centro de Visitantes do parque, com aferição da temperatura corporal e o uso obrigatório de máscara. Estações de álcool em gel estão espalhadas por diversos pontos do parque, em destaque, para que ninguém se esqueça de higienizar as mãos. Além disso, pontos de acesso contam com tapete sanitizante para higienização de calçados. Ao longo do circuito, os visitantes serão informados sobre o cumprimento às regras de distanciamento de pelo menos dois metros.

Seguindo esses mesmos protocolos, o Marco das Três Fronteiras também retoma suas atividades de terça à domingo, das 15h às 21h, com capacidade de público reduzida. As apresentações culturais poderão ser assistidas, respeitando-se as sinalizações de distanciamento social.

Alimentação durante a reabertura

Na primeira fase, o restaurante Porto Canoas, no Parque Nacional do Iguaçu funcionará a la carte, com mesas espaçadas. Já no Marco das Três Fronteiras, a praça de alimentação estará disponível ao público.

Ingressos

A compra de ingressos será feita apenas online, através dos sites www.cataratasdoiguacu.com.br e www.marcodastresfroteiras.com.br, com dia e hora marcada.

Sobre o Grupo Cataratas

Principal empresa de ecoturismo do Brasil, o Grupo Cataratas é responsável pela gestão de visitação de atrativos de natureza e parques nacionais mais importantes do país, como: Parque Nacional do Iguaçu (Cataratas S/A), Parque Nacional da Tijuca (Paineiras Corcovado) e Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha (EcoNoronha). Suas outras operações são: Aquário Marinho do Rio, BioParque do Rio e Marco das Três Fronteiras.

Atenta aos impactos no setor de turismo em função da crise econômica provocada pela pandemia de Covid-19, empresa iniciou a entrega de mais 70 toneladas de alimentos às famílias em situação de vulnerabilidade no entorno dos parques do Rio de Janeiro, Foz do Iguaçu e Fernando de Noronha.  A ação faz parte da campanha “Separar agora para juntar depois” que já ajudou mais de 5 mil famílias.