Paraty

Paraty foi fundada pelos portugueses no século XV e tornou-se o porto exportador de ouro mais importante do Brasil, durante o período colonial, no final do século XVII, época em que era embarcado para Portugal o ouro que vinha de Minas Gerais.

A cidade está localizada na baia de Ilha Grande no estado do Rio de Janeiro e distante cerca de 258 quilômetros da capital.  O longo processo de estagnação vivido por Paraty ao longo do século XX manteve, seu Centro Histórico preservado, tornando hoje um dos destinos turísticos  mais procurados do país.

Pelas ruas de pedra, só se consegue andar a pé, a entrada de veículos é proibida e protegida por grossas correntes da era da escravidão no Centro Histórico. Turistas do mundo inteiro, atraídos pela beleza da arquitetura típica da época do Brasil Colônia e as casas históricas que funcionam como pousadas, restaurantes, lojas de artesanato e museus, em meio a apresentações de músicos, pintores e artistas de rua nas praças.

No entanto, Paraty é muito mais que apenas uma pequena cidade histórica, ela é costeada por montanhas densas da Mata Atlântica, sendo rodeada de Parques e Reservas Ecológicas protegidas por lei, fazendo da região uma das mais preservadas do Brasil. Há mais de 60 ilhas e 90 praias em Paraty, boa parte delas acessível somente de barco ou trilhas. As praias de Trindade são uma atração à parte. Outra atração bastante selvagem é a praia do Sono, um lugar intocável sendo explorada apenas por mochileiros experientes.

A CACHAÇA DE PARATY

No início do século XIX, com o declínio da exportação do ouro, Paraty passa a produzir aguardente de tão boa qualidade que seu nome virou sinônimo de cachaça , importante moeda de troca no comércio de escravos com a África e na troca de mercadorias com as outras províncias. Nesta época o município chegou a ter mais de 200 engenhos de aguardente. Atualmente ainda existem diversos engenhos de Cachaça em Paraty produzindo. Atualmente existe o Festival da Cachaça de Paraty atraindo sempre muitos visitantes.

■ PONTOS TURÍSTICOS

Baia de Paraty
Formada por dezenas de praias como as famosas praias de Trindade e a selvagem e misteriosa Praia do Sono, além de mais 65 ilhas, convidam o turista a passeios de barco e mergulhos incríveis A Baía de Paraty tem cerca de 180 km de extensão, uma costa bem recortada e um mar calmo, sem grandes ondulações. Isso facilita muito os passeios de barco.

A paisagem ao redor da Baía é incrível e bem diversificada, é possível ver as montanhas da Serra do Mar, revestidas pela Mata Atlântica onde as montanhas terminam diretamente no mar.

A melhor forma de você explorar todas essas belezas da natureza é de barco. Uma opção é comprar um passeio de escuna (opção mais econômica), e a outra é alugar a sua própria embarcação. Em ambos os casos, o ponto de partida é o Porto de Paraty. A Baía de Paraty foi eleita uma das regiões mais bonitas do planeta segundo o grupo Lonely Planet.

Igrejas Históricas
O Centro Histórico possui 4 igrejas, cada uma foi sendo destinada a uma camada da população: senhoras aristocratas, escravos, homens pardos libertos, etc. Esta influência se traduz não só na arquitetura, como também nas festas tradicionais que até hoje acontecem na cidade histórica de Paraty, como: Festa do Divino, Corpus Christi, Festa de Nossa Senhora dos Remédios, de Nossa Senhora do Rosário, etc. ( Clique aqui ) para conhecer as Igrejas Históricas de Paraty.

Fortes

Cais de Paraty
Local onde escunas e traineiras ficam protegidas e ancoradas a espera dos visitantes para navegar pelas ilhas e praias de Paraty. No chamado “Ciclo do Ouro”, Paraty por sua posição geográfica exercia a função de porto escoadouro da produção de ouro de Minas para Portugal. Foi uma das mais importantes cidades portuárias no período colonial brasileiro (1530-1815).

Trindade

Praia do Sono
Com praias de areias finas e águas transparentes, Quanto às cachoeiras, uma trilha de 20 minutos que inicia junto à igreja localizada no meio da praia, leva a várias piscinas naturais formadas pelo córrego da Jamanta, sendo o Poço do Jacaré uma das melhores piscinas para banho. A praia do Sono é praticamente um lugar intocado pela civilização, possuindo apenas uma pequena vila de pescadores, com poucos serviços turísticos como pousadas e restaurantes.

A orla sombreada por amendoeiras, poucas casas e barcos dos pescadores são o cenário perfeito, uma das paisagens mais lindas de Paraty. Quiosques feitos pelos próprios pescadores vendem comida e bebidas para os visitantes.

Antigos e Antiguinhos são duas praias acessíveis por uma trilha íngreme no final da Praia do Sono. Protegidas por uma dura caminhada, elas ficam praticamente desertas durante todo o ano. Ainda em estado selvagem.

Estrada Real
Foi a primeiravia aberta oficialmente pela Coroa Portuguesa para ligar o litoral fluminense à região produtora de ouro no interior de Minas Gerais. Na época, no século 17, o percurso levava 60 dias para ser feito pelos tropeiros a cavalo.


Cachoeiras em Paraty

■ COMO CHEGAR

De Carro:
Vindo do Rio de Janeiro: acesso pela rodovia Rio-Santos (BR-101)
Vindo de São Paulo: o melhor caminho é via Ayrton Senna-Carvalho Pinto (SP-070). No trevo de São José dos Campos, entre na Rodovia dos Tamoios (SP-099). Ao fim dessa estrada, vire à esquerda e pegue a Rio-Santos (SP-055, depois BR-101)

De Ônibus:
Vindo de São Paulo
Reunidas Paulista: http://www.reunidaspaulista.com.br/

Vindo do Rio
Costa Verde: http://www.costaverdetransportes.com.br
Colitur (Regional): (24) 3323-4151

Vindo de Belo Horizonte
Útil: http://www.util.com.br/

De Avião:
O Aeroporto de Paraty é de porte pequeno apenas para aviões de pequeno porte e helicópteros. Consulte INFRAERO

■ MAPA DA REGIÃO

Check Also

Cuiabá

Cuiabá, capital do estado brasileiro do Mato Grosso, está situado às margens do rio de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *