Turismo
 
          INÍCIO            DESTINOS NO BRASIL            SOBRE O BRASIL               DICAS DE VIAGEM
Turismo






Turismo no Brasil   >   Estado: Sergipe   >   Destino: Aracajú


Aracajú
Foto: Márcio Garcez / Pref. Mun. de Aracajú

 Pontos Turísticos

Praias
Mais ao sul da cidade, estão as praias que margeiam a Rodovia José Sarney: Aruana, Robalo, Náufragos, Refugio e Mosqueiro. Menos urbanisadas que a Atalaia, guardam um ar mais paradisíaco e são ideais para longos passeios com a família. Por toda a orla muita água de coco, bares e uma variedade de deliciosos pratos à base dos frutos do mar.

Centro Histórico
Região que abriga as mais importantes igrejas, praças, casarões antigos e monumentos históricos da cidade. Possui mercados, museus, centros de artesanato e comidas típicas, além de uma vigorosa área de comércio e uma faixa exclusiva de compras para pedestres entre os calçadões das ruas João Pessoa e Laranjeiras . Tudo isso diante da maravilhosa vista do rio Sergipe .

Mercados
Completamente revitalizados a partir do projeto arquitetônico original, os mercados Antônio Franco e Thales Ferraz foram transformados em pontos de cultura, lazer e artesanato. Nas imediações, está o novo mercado central Albano Franco, um importante centro de abastecimento da capital.

Ponte do Imperador
Construída às margens do rio Sergipe para servir de ancoradouro ao vapor Apa, quando da visita do Imperador Dom Pedro II e da Imperatriz Dona Tereza Cristina à província. Foi inaugurada em 11 de janeiro de 1860, dia da chegada do Imperador em Aracaju.

Inicialmente feita em madeira, foi reformada pela primeira vez em 1910, passando a ter estrutura de ferro. Novas reformas ocorreram em 1920 durante as comemorações do centenário da independência do Estado de Sergipe. Somente na década de 1940, adquiriu a estrutura atual. Por longos anos serviu para o embarque e desembarque de mercadorias e passageiros.

Praças
O ancoradouro está localizado frente à Praça Fausto Cardoso, a mais antiga da cidade, que serviu de ponto de partida para sua expansão. Inicialmente denominada Praça do Palácio - numa referência ao Palácio Olímpio Campos, antiga sede do Governo Estadual -, recebeu o atual nome em homenagem ao líder político, morto na praça em 1906.

Igrejas
A Igreja São Salvador, primeira a ser construída na nova capital, em 1857, foi reformada nos anos 20 do século passado, até adquirir a atual estrutura; e a Catedral Metropolitana - com sua cúpula ornamentada com belíssimas pinturas do Século XIX -, oferecem ao turista uma visão completa de como Aracaju nasceu e progrediu. Integram ainda o conjunto arquitetônico o Parque Teófilo Dantas, com a sua tradicional feira de artesanato e comidas típicas.

Monumentos
Na Avenida Ivo do Prado também está localizado o prédio da antiga Faculdade de Direito, inaugurado em 1917, que sedia atualmente o Cultart (Centro de Cultura e Arte da Universidade Federal de Sergipe), e a Galeria Florival Santos.

Nas imediações está outro monumento histórico: a antiga sede do famoso Atheneu Pedro II, marco da educação sergipana inaugurado em 1926.

Localizado na Praça Fausto Cardoso, está o Palácio Olímpio Campos (1863) e suas marcantes características do neoclássico. No prédio, tombado pelo Governo Estadual desde 1985, funcionava a sede do Governo Estadual e a residência dos governantes. A poucos metros dali, no Museu do Homem Sergipano (Museu de Antropologia), é contada a história de Sergipe desde primeiros habitantes da região.

No alinhamento das praças Fausto Cardoso e Almirante Barroso encontram-se outros importantes monumentos da época da construção da cidade: O Palácio Fausto Cardoso - antiga sede do Poder Legislativo Estadual -; o Palácio Graccho Cardoso - sede da Câmera Municipal -; o Palácio Carvalho Neto - construção em estilo Art Décor, sede do Arquivo Público do Estado -; e, ainda, o prédio da Delegacia do Ministério da Fazenda, que serviu de residência para Dom Pedro II e sua comitiva quanto a visita à Província de Sergipe Del Rey.

Seguindo em direção à Praça Olímpio, encontram-se os Palácios Episcopal e Inácio Barbosa - sedes da Prefeitura Municipal. No lado aposto, o Centro de Turismo e Comercialização Artesanal (1911), que abriga o Museu de Artesanato e um posto de informações turísticas. Outro destaque é oprédio da antiga Alfândega, na Praça General Valadão, que data de 1856 e inclui o Palácio Serigy, antiga Cadeia Pública, hoje sede da Secretaria Estadual da Saúde.

Colina do Santo Antônio
Primeiro aglomerado urbano da cidade, foi na Colina do Santo Antônio que realizou-se a reunião da Assembléia Provincial que definiu a transferência da capital de São Cristóvão para Aracaju. Na época só havia algumas casas de pescadores e uma capela de taipa dedicada a Santo Antônio, posteriormente substituída pela atual igreja, que no dia 13 de junho é tomada pelo povo em homenagem ao Santo Casamenteiro. O seu ponto mais alto oferece ao turista uma vista panorâmica do estuário do rio Sergipe e da ilha de Santa Luzia.

Orla de Atalaia
Principal cartão postal da cidade, é uma avenida urbanizada e moderna com 6km de extensão. Considerada uma das mais belas e equipadas orlas do país, possui os principais hotéis, bares e resntaurantes de Aracaju, iluminação especial para banhos noturnos, além de quadras poliesportivas, lago artificial, quiosques e um complexo para atividades de lazer e esportivas.

Oceanário de Aracaju
Possui uma área de 1.100 m2 em forma de tartaruga e é composto por 20 aquários com peixes, tartarugas, lagostas e estrelas do mar, tendo como atrativo principal uma câmera posicionada na base de uma plataforma submarina mostrando em tempo real toda a fauna do oceano.

Passarela do Caranguejo
Badalado complexo de bares e restaurantes onde é possível encontrar o que há de melhor na culinária sergipana e provar de uma das inguaruas mais populares de Aracaju: o caranguejo, servido com vinagrete ou como ingrediente principal de pastéis, caldinhos, moquequas, casquinhas e mariscadas.

Calçadão da Praia 13 de Julho
Possui um mirante com vista panorâmica da Ilha de Santa Luzia e do manguezal do rio Sergipe. Tem pistas de skate e bicicross, ciclovia, quadras esportivas, parque infantil e serve de ponto de encontro para jovens no fim de semana.

 Ecoturismo & Natureza
Conjunto de Parques
Uma das principais características de Aracaju são os seus parques com pedalinhos, lagos, ciclovias, pistas de cooper, quiosques, bares e muito verde, que proporcionam momentos de lazer ao ar livre e um maior contato com a natureza. Os Parques da Sementeira e dos Cajueiros, localizados na Zona Sul, e o Parque da Cidade, na Zona Norte, são o símbolo maior da qualidade de vida da capital sergipana.

Área de Proteção Ambiental Morro do Urubu
Localizada na área urbana de Aracaju, limita-se ao Norte com o rio do Sal, ao Leste com o rio Sergipe, e ao Sul e Oeste com as áreas urbanas da zona Norte do município. Trata-se de região onde originalmente predominava a Mata Atlântica e seus ecossistemas associados, além de enclaves de Cerrado. Criada e regulamentada pelos Decretos 13.713, de 14.07.93, e 15.505, de 13.07.95, a área vem sofrendo pressão urbana e se descaracterizando cada vez mais. O complexo de vegetação encontra-se hoje bastante comprometido, sobretudo pela invasão, construção e urbanização das favelas na área.