Maricá

Considerada um paraíso natural, com 46 quilômetros de praias e rodeada de lagoas, rios, montanhas com cachoeiras, restinga e uma rica história, Maricá é o cenário perfeito para quem procura beleza natural e muito sol.

Maricá é rodeada por maciços costeiros. As serras principais são: Calaboca, Mato Grosso (onde se localiza o ponto mais alto do Município – o Pico da Lagoinha, com 890 metros), Lagarto, Silvado, Espraiado e Tiririca.

O município apresenta um grande complexo lagunar que contempla as lagoas de Maricá, Barra de Maricá, do Padre, Guarapina, Jacaroá, Araçatiba, Boqueirão e Jaconé, além dos canais de Ponta Negra e de Itaipuaçu que ligam as lagoas ao mar.

Também é conhecida por suas praias oceânicas, dentre as quais se destacam as praias de Jaconé, Ponta Negra, Barra de Maricá, do Francês e Itaipuaçu. A topografia peculiar cria um ambiente propício à prática de esportes como voo livre, trekking e mountain bike, entre outros.

A Serra da Tiririca, entre Maricá e Niterói, é um parque estadual com um valioso trecho de mata atlântica.

A Área de Proteção Ambiental Estadual de Maricá é uma área tipicamente de restinga, localizada na costa do município. É formada pela antiga fazenda São Bento da Lagoa, a Ponta do Fundão e a Ilha Cardosa. Abriga a Comunidade Pesqueira tradicional de Zacarias, presente na área desde o século XVIII, sítios arqueológicos e o complexo ecossistema de restinga.

A história de Maricá também é rica em personagens ilustres e nomes de representatividade, como o padre José de Anchieta que em 1584 realizou a “pesca milagrosa” na Lagoa de Araçatiba; a Princesa Isabel e o Conde D´Eu que em 1868 se hospedaram na sede da Fazenda do Pilar (Ubatiba) e o pesquisador britânico Charles Darwin que em 1832 incluiu Itaipuaçu em seu roteiro de pesquisas.

 

O município apresenta um grande complexo lagunar que contempla as lagoas de Maricá, Barra de Maricá, do Padre, Guarapina, Jacaroá, Araçatiba, Boqueirão e Jaconé, além dos canais de Ponta Negra e de Itaipuaçu que ligam as lagoas ao mar.

A Área de Proteção Ambiental Estadual de Maricá é uma área tipicamente de restinga, localizada na costa do município. É formada pela antiga fazenda São Bento da Lagoa, a Ponta do Fundão e a Ilha Cardosa. Abriga a Comunidade Pesqueira tradicional de Zacarias, presente na área desde o século XVIII, sítios arqueológicos e o complexo ecossistema de restinga.

Atualmente, o território municipal estende-se por 362,480 km² e é dividido em quatro distritos: Maricá (sede), Ponta Negra, Inoã e Itaipuaçu. Sua população é estimada em 150 mil habitantes, segundo levantamento de 2016.

 

■ PONTOS TURÍSTICOS

Pedra do Elefante
O imenso monólito forma um conjunto com morros circundados de Mata Atlântica do Parque Estadual da Serra da Tiririca, área que favorece caminhadas, trilhas e outras modalidades de ecoturismo.

Lagoa de Araçatiba
Opções não faltam neste trecho das águas próximo ao centro de Maricá: caminhadas, peixe fresco já pela manhã, ateliês de diversos artistas locais e um dos cenários de pôr-do-sol mais belos e fotografados da cidade.

Lagoa de Araçatiba
Opções não faltam neste trecho das águas próximo ao centro de Maricá: caminhadas, peixe fresco já pela manhã, ateliês de diversos artistas locais e um dos cenários de pôr-do-sol mais belos e fotografados da cidade.

Lagoa Brava
A menor das lagoas de Maricá fica em Itaipuaçu, entre a praia e a montanha. A beleza do local é como um oásis em meio à inúmeras construções no entorno do centro comercial do bairro, no Barroco.

Pedra de Inoã
Talvez a principal referência geográfica de localização do lado oeste de Maricá, a imensa rocha foi declarada patrimônio natural da cidade. Sua escalada é considerada de extrema dificuldade, mas ela pode ser vista em diferente pontos dos municípios vizinhos.

 

Gruta do Spar
Com um comprimento total de 300 metros, o espaço permite a prática do rapel (com cerca de 22 metros de altura) e uma vista das serras do macaco e de Inoã. Nas partes mais baixas, há um lago artificial produzido pela inundação.

Serra do Camburi
O local preferido dos praticantes de vôo livre de diversas parte do estado e até de fora, cujo acesso pode ser feitos pela parte rural ou pela rodovia RJ-106 nos bairros do Retiro ou Pindobas. Oferece uma ampla visão da parte litorânea da cidade.

 

■ PRAIAS

Praia de Jaconé
A orla dividida entre Maricá e Saquarema é considerada a melhor para pesca desportiva no município. As areias quase sempre desertas também são uma ótima opção para casais e famílias em busca de sossego. O mar aberto a torna uma praia com ondas fortes.

 

Praia de Ponta Negra
O mais famoso balneário turístico de Maricá oferece diversos atrativos para turistas e veranistas. O nome teria diferentes origens, que vão desde a cor das pedras junto ao mar até o tráfico de escravos realizado na região.

 

Praia de Cordeirinho
Vizinha a Guaratiba e localizada entre a Barra e Ponta Negra, suas águas também são ótimas para banho e pesca, além das opções de quiosques para petiscos. Ali também fica a casa que pertenceu à cantora Maysa.

Praia de Guaratiba
Em tupi-guarani, seu nome quer dizer “ave em abundância” em razão do intenso movimento de pássaros que vinham de outros continentes. Atualmente, quem vem de fora curtir o local são veranistas e turistas.

Praia da Barra de Maricá
Uma das localidades originárias da cidade tem uma praia oceânica límpida, que se transforma num badalado point durante o verão. A construção da nova ponte, em 2014, consolidou a ligação do bairro e do Centro com a Região
Litorânea.

 

■ CACHOEIRAS

Cachoeira do Espraiado
AS quedas d’água que ficam próximas à encosta da serra é uma das atrações da região, especialmente durante o verão. Igreja N. Sra. da Saúde – É uma das mais antigas capelas do município, fundada no século 17 em terras pertencentes à Fazenda Ubatiba. Nos anos seguintes passou por inúmeras reformas, que mantiveram os traços originais.

■ COMO CHEGAR

De Carro:
Saindo da cidade do Rio de Janeiro, vindo da Zona Sul, siga pela Linha Vermelha, Rodovia Washington Luiz, BR-116 até chegar a cidade.

De Ônibus:
Em Teresópolis a cidade conta conta com uma empresa de ônibus prestando serviço intermunicipal e interestadual, a cidade e se chamam Viação Teresópolis, possui linhas saindo da Rodoviária Novo Rio no Rio de Janeiro e na Rodoviária de Niterói e de Rios das Ostras.

Existe também uma linha da empresa Salutaris que faz o trajeto Teresópolis – São Paulo.

De Avião:
O Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro, fica cerca de 55 Km de Teresópolis.

■ MAPA DA REGIÃO

 

Sobre admin

Confira

Amaturá

 Amaturá localiza-se no interior do estado há cerca de 907 quilômetros da capital Manaus, possui …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *