Turismo
 
          INÍCIO            DESTINOS NO BRASIL            SOBRE O BRASIL               DICAS DE VIAGEM
Turismo


Turismo no Brasil   >   Estado: Paraná   >   Destino: São Miguel do Iguaçu



 Pontos Turísticos

■ PONTOS TURÍSTICOS
Balneário de Ipiranga
Está situado às margens do Lago de Itaipu, com uma área de 120.000 m2, infra-estrutura para acampamento (área de 40.000 m2), pontos de água e luz, sanitários, chuveiros, campos de futebol de areia e grama, quadras de vôlei, play ground, restaurantes, churrasqueiras simples e cobertas, estacionamento, telefones públicos, atracadouro e serviço de segurança.

O empreendimento foi inaugurado em 1985, e é administrado pela prefeitura municipal. As áreas são bem arborizadas com plantas nativas que proporcionam um espaço adequado para o lazer, descanso, caminhadas e relaxamento.

Permite também a pesca esportiva, áreas para banhos de 600 metros de praias no lago Itaipu e na piscina natural de 25.000 m2, prática da canoagem, passeios de barco e de pedalinhos.
Balneário de Ipiranga
Foto: Pref. Mun. de São Miguel do Iguaçu

Fazendinha
Sua área é de 4,5 alqueires com diversificados atrativos: açudes para pesca de tilápias, cascudos e carpas. Mini-fazenda para entretenimento das crianças (mini-vacas, pavões, patos selvagens, galinhas da angola, marrecos, pôneis, etc.), piscina, restaurante com cardápio diferenciado (feijão tropeiro, vaca atolada, entre outros), com oferta regular de um delicioso café da manhã.

Para passar o dia na fazenda, é cobrado um ingresso que pode incluir: almoço, passeio de pônei, pesca e banho de piscina.
Fazendinha
Foto: Pref. Mun. de São Miguel do Iguaçu

Museu de São Miguel do Iguaçu
Aberto à visitação pública em 1º de setembro de 2005, o Museu Histórico Municipal abriga instrumentos que revelam a formação de São Miguel do Iguaçu, iniciada com os primeiros colonizadores, que aqui instituíram o Distrito de Gaúcha em 1951.

No acervo são aproximadamente 200 peças e mais de mil fotos que valorizam aquilo que um dia teve muito valor. Instrumentos domésticos e antigas tecnologias podem ser apreciadas junto à história política do município, contada no livro das personalidades e nos murais que retratam a vida pública de seus administradores.

O Museu Histórico Municipal está localizado num espaço amplo da Prefeitura Municipal, e recebe, em média, 20 pessoas diariamente. Aberto de 2ª a 6ª feira, em horário de expediente, a todos os que quiserem conhecer e participar da bonita história de São Miguel do Iguaçu.
Museu de São Miguel do Iguaçu
Foto: Pref. Mun. de São Miguel do Iguaçu

Pousada das Águas
Um agradável espaço de lazer, com plantas ornamentais (bouganvíleas, acácias, chorões, entre outras), e gramínea em toda área circundante ao lago. É possível contemplar a beleza natural, passar um dia de lazer e descanso, pescando tilápias, pacus, carpas e bagres nos três lagos existentes para pesca.

Além de pescar, é possível saborear os peixes que são preparados na praça de alimentação do parque, ou se preferir, servir-se de comida caseira ou um lanche rápido.
O chuveirão, as piscinas para adultos (450 mil litros) e infantil, e o tobo-água são excelentes dicas para os dias de calor, enquanto que o parque infantil é outro entretenimento para as crianças. Também foram construídos, para atender ao bem estar dos visitantes, banheiros com chuveiros femininos e masculinos e lanchonete.

Dispõe de hospedagem, em confortáveis apartamentos, chalés e dormitórios, oferecendo-se café da manhã.
Pousada das Águas
Foto: Pref. Mun. de São Miguel do Iguaçu

 Ecoturismo & Natureza
Aldeia Indígena Avá-Guarani
A reserva de 231 hectares abriga, aproximadamente, 600 índios que integram 120 famílias e se constitui na maior tribo de Guaranis no Sul do Brasil. Recebem assistência da FUNAI - Fundação Nacional do Índio, da FUNASA - Fundação Nacional de Saúde e da Prefeitura Municipal. Encontra-se instalado na reserva uma escola, um posto de saúde e um galpão para guarda de ferramentas utilizados na agricultura.

Na aldeia, os aborígines só falam o Tupi Guarani. Poucos conseguem se expressar em português, e é dessa forma que conseguem manter os costumes de seu povo. Preservam suas danças, cantos e cerimônias. Uma das manifestações de preservação de sua cultura é a formação de um coral infanto-juvenil de 30 vozes, que cantam músicas religiosas na sua língua nativa e o grupo de dança Guarani Acico que apresenta danças guerreiras. O coral indígena e o grupo de danças se apresentam em eventos organizados pelo município, mas se for agendado com antecedência os grupos podem ser contratados para apresentações em eventos em outros municípios ou pode-se usufruir deste belo espetáculo em visitas pré-agendadas na aldeia.

As casas são construídas de sapé, com paredes de barro, galhos de árvores, taquaras e cipós. Sobrevivem da agricultura (com o plantio de milho, feijão, arroz, mandioca, amendoim, batata, banana, melancia), e do artesanato que é preparado tanto pelos homens (artefatos para a pesca e caça) quanto pelas mulheres (adornos). Recomenda-se, ao visitar a reserva, solicitar a autorização junto ao cacique da tribo e FUNAI.
Aldeia Indígena Avá-Guarani
Foto: Pref. Mun. de São Miguel do Iguaçu