Tarifas e pacotes promocionais chegam às viagens de ônibus interestaduais

Nova regulamentação da ANTT dá maior liberdade de escolha para os passageiros; conheça as vantagens

*Com informações do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil

Os serviços de ônibus e ferrovias interestaduais no Brasil terão agora mais liberdade para definir valores promocionais de tarifas. Com a nova resolução da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), publicada na última terça-feira (8), no Diário Oficial da União, as empresas de transportes do setor poderão oferecer passagens com desconto em alguns trechos, o que possibilitará aos consumidores escolher as ofertas mais vantajosas para o seu bolso.

“Finalmente chega ao transporte terrestre o que já realizamos para o transporte aéreo, atendendo a quem mais precisa, as pessoas com renda mais baixa da população”, afirma o ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella, acrescentando: “Liberdade de escolha é fundamental: quanto mais direitos obrigatórios são oferecidos, menos as empresas conseguem atender a quem escolhe viagens econômicas. Precisamos oferecer serviços de qualidade por menor preço”.

Entre as principais mudanças nas regras, que já estão em vigor, estão a oferta de bilhetes promocionais pelas empresas sem a necessidade de comunicação prévia à ANTT, no caso do transporte rodoviário regular, e a ampliação das promoções para apenas alguns trechos das linhas de ônibus, e não mais para todas as suas extensões.

De acordo com o gerente da ANTT, Alexandre Muñoz, as alterações nas regras representam um grande avanço para o setor, que terá mais liberdade tarifária e autonomia competitiva, impactando diretamente na vida do consumidor final. “Agora, o passageiro terá mais liberdade de escolha, podendo optar pelas ofertas mais convenientes”, explica.

Saiba mais sobre as novas regras da ANTT para o transporte rodoviário, semiurbano e ferroviário regular interestadual de passageiros:

 

Check Also

Centro registra 1.350 araras-azuis-de-lear na natureza

O Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Aves Silvestres (Cemave), do Instituto Chico Mendes …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *