Foto: Banco de Imagens/EMBRATUR

São Paulo a maior cidade do Brasil comemora 462 anos

A maior cidade do Brasil comemora 462 anos nesta segunda-feira (25). Com tanta história, São Paulo oferece diversas opções de roteiros turísticos alternativos para todos os gostos e todas as tribos. Dados do Ministério do Turismo mostram que São Paulo é o principal destino de estrangeiros que viajam a negócio no país (44,3%) e o segundo principal dos que viajam a lazer (19,4%). Para homenagear a cidade, o MTur destacou opções de passeios imperdíveis na capital, com base nos comentários dos internautas da página oficial da pasta no Facebook.

Balada
Quando se fala em turismo em São Paulo, um dos pontos fortes da cidade é a vida noturna agitada. Repleta de pubs com opções de locais para beber cervejas artesanais ou curtir música ao vivo com bandas de rock e indie, a Rua Augusta é uma excelente opção. As boates e bares da Vila Madalena e da Vila Olímpia também são muito procurados entre os frequentadores das baladas paulistas.

Rock
Outro local que vale a visita, especialmente para os fãs do rock’n roll, é o shopping Grandes Galerias – também conhecido como Galeria do Rock – localizado entre a Rua 24 de Maio e o Largo do Paissandu. Em funcionamento desde os anos 60, foi na década de 70 que se formou no prédio uma concentração de lojas de discos. Desde então, o local no centro da São Paulo se tornou referência para os roqueiros. Atualmente a galeria conta com lojas de itens e acessórios de estilos como rock e hip hop, roupas, CDs, salões de beleza e estúdios de tatuagem.

Arquitetura
Para os amantes da arquitetura moderna, a Casa de Vidro é parada obrigatória. A construção foi o primeiro projeto da arquiteta Lina Bo Bardi, em 1951. O jardim da Casa de Vidro ocupa uma área de 7 mil m² e expressa o amor de Lina e do marido, Pietro, pela riqueza natural brasileira. Cuidadosamente planejado e plantado pela própria Lina, a vegetação rasteira da época transformou-se em floresta particular, com trilhas decoradas com pedras e cacos de cerâmica.

Hoje, a antiga residência é aberta à visitação e abriga a sede do Instituto Lina Bo e P.M. Bardi que tem como objetivo promover e divulgar arquitetura, design, urbanismo e arte popular brasileira, além de manter vivo o pensamento e obra do casal no cenário cultural brasileiro.

Arte Urbana
Entre as ruas Gonçalo Afonso e Medeiros de Albuquerque na Vila Madalena, próxima à estação Clínicas do Metrô, fica localizada uma verdadeira galeria de arte a céu aberto conhecida como Beco do Batman. Devido às ruas estreitas, o mais indicado é que a visita seja a pé ou de bicicleta.

A história do beco começou na década de 80, quando foi encontrado nas paredes do bairro um desenho do homem-morcego. Isso foi o bastante para atrair estudantes de artes plásticas, que começaram a fazer desenhos de influência cubista e psicodélica nas paredes do beco, formando a galeria de paredes totalmente cobertas. Atualmente, os desenhos são renovados constantemente por grafiteiros e a comunidade ajuda a conservar as paredes que são disputadíssimas pelos artistas. A cada visita, uma nova pintura é encontrada no local.

Ar livre
Com a construção de ciclovias e ciclofaixas, conhecer São Paulo de bicicleta se tornou uma ótima e saudável opção para escapar do trânsito pesado da capital. Uma das alternativas para curtir é o Bike Tour SP. O passeio gratuito é formado por um grupo com 10 pessoas que vai pedalando acompanhado por dois monitores e equipados com um sistema de áudio acoplado ao capacete – o Audiotour.

Por meio do Audiotour, os participantes escutam informações e curiosidades sobre os pontos turísticos visitados, nos idiomas Português e Inglês. O percurso tem duração média de 1h15. Bicicletas, coletes e equipamentos de segurança são fornecidos pelo projeto, que conta com seis roteiros: Centro Velho, Centro Novo, Av. Paulista, Parque Ibirapuera, Faria Lima e Vila Madalena.


O Mosteiro de São Bento atrai visitantes independente da religião. O passeio mais procurado no local são as missas com cantos gregorianos acompanhados por um grande órgão de seis mil tubos. O prédio histórico, erguido no período de 1910 a 1922, conta com um relógio externo considerado o mais preciso de São Paulo e também impressiona os visitantes.

Outra atração é a lojinha com pães, bolos, doces, biscoitos e geléias feitas pelos próprios monges e cujas receitas, seculares, estão guardadas no arquivo da abadia. Em frente ao mosteiro está o tradicional Café Girondino, muito procurado pelos turistas graças ao ambiente que lembra os mais refinados cafés europeus.

Check Also

Cicloturismo nos Campos Gerais do Paraná

A paixão por pedalar leva o cicloturista a utilizar o esporte para conhecer novos destinos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *