Atrativos turísticos da cidade são validados nesta quarta-feira

A secretaria de estado de Turismo do Rio de Janeiro/TurisRio, em conjunto com professores pesquisadores da Faculdade de Turismo e Hotelaria da Universidade Federal Fluminense, vão se reunir na próxima quarta-feira (23/03) na sede da Setur-RJ, para a validação do Inventario da Oferta Turística do Estado (IOT), no município do Rio de Janeiro. A reunião tem como objetivo confirmar as pesquisas preliminares já realizadas pela UFF. Para isso, foram convidados os representantes do trade turístico do município e governança pública responsáveis pelos atrativos naturais, culturais e dos meios de hospedagem, conforme estabelece o projeto.

Na ocasião, os convidados terão a oportunidade de atualizar a relação dos atrativos que devem ser incluídos ou retirados do inventário, conforme documento preliminar entregue aos órgãos competentes. Poderão ainda sugerir novas opções e criar soluções para equipamentos já existentes na região. A coordenadora técnica do IOT-RJ, professora Cláudia Moraes, da UFF, destacou que a presença dos atores contribui fortemente para evitar erros durante as pesquisas de campo, que ocorrerão nos próximos meses.

O Inventário da Oferta Turística é um projeto da Secretaria de Estado de Turismo do Rio de Janeiro/ TurisRio, fundamentado no Programa de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur/RJ), financiado pelo Banco Internacional de Desenvolvimento (BID). As informações coletadas estarão disponíveis em um grande banco de dados que servirá de base para o desenvolvimento de políticas públicas em prol do turismo fluminense. Cerca de 80 pessoas estão envolvidas IOT. Para Nilo Sergio Felix, secretário de estado de Turismo, esse projeto é de fundamental importância para o planejamento estratégico das regiões.

No total, serão analisadas e mapeadas 23 cidades, distribuídas em seis regiões fluminenses: Metropolitana (Rio de Janeiro e Niterói); Costa Verde (Angra dos Reis, Paraty, Mangaratiba e Rio Claro); Costa do Sol (Cabo Frio, Armação de Búzios, Arraial do Cabo, São Pedro da Aldeia, Iguaba Grande, Araruama e Casimiro de Abreu); Vale do Café (Vassouras, Valença, Rio das Flores e Barra do Piraí); Agulhas Negras (Itatiaia e Resende) e Serra Verde Imperial (Petrópolis, Teresópolis, Nova Friburgo e Cachoeiras de Macacu).

A oficina técnica para validação dos dados da 1º fase de pesquisas do IOT na cidade do Rio de Janeiro será realizada nesta quarta-feira, as 14:00 horas no auditório do DETRO, localizado na sede da Setur-RJ, centro do Rio de Janeiro. Estarão presentes a Gerencia de Unidades de Conservação, Secretaria Municipal de Meio Ambiente, INEA, IPHAN, INEPAC, Secretaria Municipal de Cultura, ABIH-RJ, RioTur, ICMBIO, ACCA – Associação de Cama e Café e Albergues e ABM – Associação Brasileira de Motéis.

Check Also

Tarifas e pacotes promocionais chegam às viagens de ônibus interestaduais

Nova regulamentação da ANTT dá maior liberdade de escolha para os passageiros; conheça as vantagens …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *