Esportes Radicais   >   Escalada ou Montanhismo

A escalada é um esporte que se pode praticar tanto individualmente como em grupo. Existem dois grandes tipos de escalada: escalada de bloco (ou boulder) e escalada de falésia (ou via) essa mais radical.

A escalada de bloco consiste em trepar uma rocha ou um muro de treino em que se previligia mais a força física de explosão em detrimento da resistência física. Regra geral, os problemas de bloco envolvem poucos passos. Na escalada de bloco em rocha (ou escalada de muro "indoor") é comum o recurso a crashpads para minimização dos efeitos de uma possível queda do escalador. Existem várias escalas de graduação para os problemas de bloco sendo as mais conhecidas as escalas de Fontainebleu e de Hueco Tanks. No Brasil utiliza-se um tipo de graduação, cuja numeração, em algarismos romanos, acompanha sensivelmente a escala francesa (Fontainebleu).


Por outro lado, a escalada de falésia já consiste em trepar vias (em rocha ou muro de treino) com uma altura considerável onde é previligiada a resistência física do atleta em detrimento da sua força física. Regra geral, a escalada de falésia é feita com recurso a vários instrumentos (como por exemplo mosquetões, "express", arnês, gri-gri, reverso) cujo objectivo é tentar assegurar a integridade física do escalador em caso de queda.

Dentro da escalada de falésia existem 2 categorias: escalada desportiva, escalada clássica. Existem mais duas vertentes: artificial e livre.

A escalada desportiva caracteriza-se pelo facto de as paredes a subir estarem equipadas com pontos de segurança (que determinam as "vias") que podem distar entre si desde pouco mais de 1 metro até distâncias superiores a 3/4 metros (a distância entre os pontos de segurança ou grampos é determinada pelo conquistador da via e normalmente não deve ser alterada).

A escalada clássica caracteriza-se pela não existência de pontos de segurança previamente colocados na parede pelo que é da competência do escalador criar os seus próprios pontos de segurança com recurso a friends, entaladores, etc.

Tanto a escalada clássica como a desportiva são tipos de escalada livre porque o escalador usa os seus próprios meios (mãos e pés) como meio para poder progredir na parede.

Na escalada artificial o escalador recorre a aparelhos tais como estribos para ajudar na sua progressão.

Em qualquer um destes tipos de escalada de falésia acima mencionados, regra geral, o escalador encontra-se preso por uma corda (de preferência dinâmica). Há, no entanto quem prefira não usar qualquer tipo de corda. É o que se chama em solo.